domingo, 13 de novembro de 2016

Biografia dos Artistas: 1x12 - Barbara Paz



Bárbara Raquel Paz, (Campo Bom, 17 de outubro de 1974), é uma atriz e modelo brasileira. Bárbara Paz nasceu em Campo Bom, no Rio Grande do Sul. Perdeu o pai aos seis anos de idade, e a mãe aos 17, sofrendo seis meses depois um acidente de carro que deixou várias cicatrizes, duas das quais no rosto, em ambos os lados. Levou 400 pontos, o que a fez perder muitos trabalhos como atriz e modelo. A maquiagem passou a fazer parte de sua vida diária. Em 2013, após mais de 20 anos usando maquiagens corretivas e fazendo tratamento com cremes e filtros solares, a atriz se submeteu a uma cirurgia plástica completa, pois só nesta época seu rosto estava preparado para tamanha intervenção. Em 1992, ainda adolescente, órfã de pai e mãe mudou-se para São Paulo, decidida a estudar artes cênicas. Na capital paulista, formou-se pela Escola e Teatro Macunaíma e pelo Centro de Pesquisa Teatral (CPT), de Antunes Filho. Em 2001 acabou sendo vencedora do primeiro reality show no país, a Casa dos artistas. Bárbara se torna nacionalmente conhecida.

Na época que fazia faculdade e trabalhava como secretária, se envolveu com o fotógrafo Marcos Lopes, em 1992. Com dois anos de namoro, em 1994, Bárbara e ele foram viver juntos, e não oficializaram o matrimônio. Por conta de brigas constantes, o casamento terminou em 1995. Em 1996 começou a namorar o ator Raul Barretto, e a relação durou até 2001, terminando devido a desentendimentos constantes. Neste mesmo ano, participou do reality show Casa dos Artistas sendo a grande vencedora, levando o prêmio de R$300 mil reais. No reality, Bárbara derrotou o roqueiro Supla, que ficou em segundo lugar. Os dois se envolveram no reality, e formaram um casal. Eles foram namorados por dois anos, até 2003, quando se separaram, para surpresa do público, pois eles se davam muito bem e falavam em casamento. O término fora por causa dos ciúmes de Supla, mas o namoro terminou de forma amigável, e eles se tornaram colegas. No mesmo ano de 2003, Bárbara conheceu o ator Dalton Vigh e em pouco tempo se tornaram namorados. A relação durou quatro anos, até 2007, e o rompimento da relação ocorreu por conta das diferenças de temperamento, Mesmo separados, mantiveram uma amizade colorida por alguns meses, onde se relacionavam sem compromisso sério, mas com o tempo a aproximação esfriou e se tornaram bons colegas de profissão. Após se separar de Dalton Vigh, começou a namorar o cineasta Hector Babenco. Neste mesmo ano de 2007, no mês de setembro, Bárbara posou nua pela segunda vez, e foi capa da revista Playboy. Em 2010, Bárbara casou-se pela segunda vez: Após quatro anos de namoro, Bárbara e Hector foram viver juntos, mas não quiseram oficializar a união. Após um matrimônio de quatro anos, e de forma amigável, o casamento de Bárbara e Hector chegou ao fim em 2014. Bárbara revela que mesmo separada, a parceria profissional e a amizade continuam, e que o amor que sente por ele é infindável. Retomaram a união pouco tempo depois e ficou viúva em julho de 2016, com a morte do diretor após uma parada cardiorrespiratória.


Na Casa dos Artistas: A moça entrou desconhecida e hoje é uma das ex-participantes mais famosas entre todos os realitys. Logo no começo da temporada ela se uniu com Patricia Coelho criando uma amizade que foi levada para fora do programa, as duas aprontavam todas dentro da casa, além de compartilharem segredos. Barbara também se envolveu romanticamente com o cantor Supla, no começo tudo não passava de flertes, mas a cada semana que passava os dois acabavam se envolvendo mais e mais, com direito a uma cena sensual ao estilo "9 Semanas e Meia de Amor". Conquistou o público com sua personalidade e também por conta de sua história de vida.


Depois do programa: Em 2002 entrou para o Grupo de Teatro "Tapa", sob a direção de Eduardo Tolentino, onde ganhou o público e a crítica com sua performance em "A Importância de Ser Fiel", de Oscar Wilde. Em 2004, também com Tolentino, atuou em "Contos de Sedução", de Guy de Maupassant. Bárbara Paz em 2011. Com mais de 20 peças em seu currículo, protagonizou vários espetáculos de destaque no circuito do teatro nacional e foi indicada a diversos prêmios. Trabalhou com o Grupo "Parlapatões" fazendo teatro de rua e circo. Foi dirigida por outros grandes nomes do teatro, como Paulo Autran em "Vestir o Pai" (2004), Bibi Ferreira em "A Babá (2004)" e em "Às Favas com os Escrúpulos" (2008), Roberto Lage em "Madame de Sade" (2005), Alexandre Reinecke em "Os Sete Gatinhos" (2005), Mario Bortolotto em "Felizes para Sempre" (2007) entre outros. Em 2010, foi dirigida por Hector Babenco em "Hell", adaptação de Babenco e Marco Antôno Braz para os palcos do best-seller Hell Paris, da francesa Lolita Pille. Sua performance marcante na peça foi alvo de elogio de público e crítica e lhe garantiu o Prêmio QUEM de melhor atriz de 2011. Em 2013 e 2014, esteve em cartaz com a comédia da Broadway "Vênus em Visom", de David Ives, também com direção de Babenco, pela qual recebeu uma indicação a Melhor Atriz pelo Prêmio SHELL e Prêmio APTR;

No SBT, protagonizou as novelas Marisol e Maria Esperança. E viveu a cômica e fogosa Inocência, em Cristal. Na Rede Globo conquistou, em 2009, definitivamente seu lugar de destaque entre as atrizes de sua geração pelo papel da jovem que sofria de anorexia alcoólica Renata, na novela "Viver a Vida", de Manoel Carlos, dirigida por Jayme Monjardim. Em 2011 viveu a vilã invejosa Virginia, na novela Morde & Assopra. Em 2013, viveu um dos grandes momentos de sua carreira, ao interpretar a vilã amargurada Edith em Amor à Vida, de Walcyr Carrasco. Em 2015, interpretou a bipolar Nelita em A Regra do Jogo, de João Emanuel Carneiro, com dirigida por Amora Mautner. No cinema, Bárbara atuou em vários curtas e foi destaque em longas como "Gata Velha ainda Mia" (2013), de Rafael Primot, Em 2003, recebeu o Kikito de Melhor Atriz do Festival de Gramado por sua performance no curta "Produto Descartável". Bárbara também dirigiu e produziu dois Programas no Canal Brasil de sua autoria: Curta São Paulo e Curta Na Estrada, ambos sobre curta-metragem brasileiro . Em 2013, recebeu a Medalha Cavaleiro da Ordem do Mérito Cultural 2013, concedida pelo Ministério da Cultura, por sua trajetória como atriz. Estreia em 2016 o filme "Meu Amigo Hindu", ela é Sofia, uma atriz que vive uma história de amor com o ator americano Willem Dafoe.

Qualquer novidade eu volto, lembrando que quem quiser entrar em contato comigo, pode add no facebook, procurando por "Bruna Jones" e que agora na página oficial do blog, vocês encontram conteúdo exclusivo: clique aqui! Podem também procurar e seguir no twitter no @odiariodebrunaj certo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário