terça-feira, 10 de junho de 2014

The Voice Brasil 3: Anna Júlia, de Erechim passou em teste do reality show


Dizem que quem canta seus males espanta e de cantar a jovem erechinense Anna Júlia Vendruscolo de Oliveira entende bem. Aos 19 anos, Anna Júlia conta que desde pequena teve a música presente em sua vida já que o pai, Roberto de Oliveira, tocava em um grupo nativista desde que ela ainda era apenas um bebê. Quando a mais nova famosa erechinense ainda era pequena os pais, Roberto e Sônia Terezinha Vendruscolo de Oliveira começaram a tocar em igrejas com mais alguns integrantes da família, surgindo assim o Per Cantare, grupo vocal que é a inspiração de Anna Júlia. Aos seis anos, ela cantou pela primeira vez em um palco durante sua formatura da pré-escola. Logo em seguida começaram os estudos de piano que seguem até hoje com a professora Ana Paula Molossi no Colégio São José.

Os anos passaram, mas o gosto pela música ficou e foi aprimorado. Segundo Anna, devido principalmente às influências de seu pai. Aos 12 anos um novo passo foi dado: as aulas de inglês. Para facilitar a pronúncia, ela conta que passou a ouvir muitas músicas estrangeiras e foi assim que diversificou ainda mais seu gosto musical, o que foi fundamental para finalizar seu primeiro trabalho. “Até então não tinha gosto pelo canto, apenas tocava piano em alguns eventos juntamente com o grupo Per Cantare”, conta. Em 2012, conheceu o professor Larry Decesaro que lhe ensinou técnica vocal. Assim, Anna Júlia começou a se dedicar ao canto e se apresentou em um evento da URI chamado Mulheres Doces Fortalezas, convidada pela professora e amiga Neusa Garcez. “A energia daquela noite mágica foi tão contagiante que tive certeza que não deveria parar”, relembra.

Anna conta que nesse mesmo evento conheceu Marcelo Mattia que mais tarde a contratou para fazer parte da Banda LR Eventos, o que também lhe abriu portas muito importantes. Mais tarde saiu da banda para se dedicar ao projeto solo. Seu primeiro CD, finalizado agora em maio, conta com cinco músicas de sua autoria produzidas por Liberato Biesek e outras três faixas pelo produtor Zinho. Agora, Anna Júlia toca em recepções de casamentos, cerimônias e eventos sociais muitas vezes juntamente com seu pai Roberto de Oliveira e com o grupo Per Cantare. Além do grupo Anna Julia faz participações em eventos e festas cantando junto com a banda Juice Boxx.

Este ano, no entanto, a vida da jovem erechinense deve mudar. Ela foi classificada na primeira etapa do programa The Voice Brasil. “Ano passado eu me inscrevi para o The Voice Brasil, mas não fui chamada. São quase oito mil inscritos da região Sul. E esse ano então mandei meu vídeo e fui chamada. Fui no dia 28 de maio fazer a audição, muita gente talentosa, nossa foi uma experiência incrível. Conheci pessoas que tinham participado ano passado, uma menina que conheceu a Bruna Góes me contando como a voz dela era incrível. Fui muito bem recebida, o nervosismo bateu, mas na hora entrei tranquila e isso contou muito. Agora só esperar agosto para saber”, revela.

Para Anna a confiança e a torcida dos amigos e da família contam muito na torcida pela classificação em mais uma etapa. “As orações das pessoas que estavam na torcida comigo, fã clube, minha família, meus amigos. Isso contou muito. Tenho um maninho, o Rafael, quetem nove anos e é meu parceiro, é quem me ajuda gravar os vídeos. Mas meus avós são meus maiores fãs, o vô Ari e a vó Marsilia, e meus pais claro, dando todo apoio sempre”, agradece.

Qualquer novidade eu volto, lembrando que quem quiser entrar em contato comigo, pode add no facebook, procurando por "Bruna Jones" e que agora na página oficial do blog, vocês encontram conteúdo exclusivo: clique aqui! Podem também procurar e seguir no twitter no @odiariodebrunaj certo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário