domingo, 10 de abril de 2016

Biografia dos Artistas: 1x15 - Lydia Sayeg


Lydia Leão Sayeg (São Paulo, SP, 14 de maio de 1967) é uma joalheira, gemóloga, empresária e apresentadora, socialite brasileira. Atualmente é ela quem comanda a centenária Casa Leão Joalheria, uma tradicional joalheria do Brasil. Lydia Leão Sayeg é filha do falecido empresário Ivan Leão Sayeg, herdeiro da Casa Leão Joalheria, fundada no ano de 1912 em São Paulo, e de Lea Elias Sayeg. Começou a frequentar a joalheria da família aos 13 anos de idade. Aos 18 anos começou a desenhar e vender suas primeiras criações. Em 1986, aos 19 anos convenceu o pai a abrir uma filial para administrar, na Alameda Ministro Rocha Azevedo, região nobre da Avenida Paulista. Entre o ano de 1995 e 2000 dedicou-se à sua própria formação: graduou-se em desenho industrial pela Fundação Armando Álvares Penteado - FAAP, de São Paulo, e formou-se em Gemologia pelo Gemoogical Institute of America (GIA), nos EUA. “Não fale em crise. Levante cedo e trabalhe. Isso serve para uma empresa, uma família e uma nação” é o seu lema.

Foi também a primeira mulher a ser diretora da Associação dos Joalheiros do Estado de São Paulo, sendo eleita, aos 27 anos, a mais jovem ocupante do cargo. Hoje casada com o empresário Marcos Totoli, Lydia tem dois filhos, Jéssica e Matheus. Recentemente Lydia foi vítima de um escândalo envolvendo sua filha mais velha, Jéssica, sendo acusada por falsidade ideológica por assumir as multas de trânsito de sua primogênita. Jéssica tirou a carta provisória em fevereiro de 2011, tendo sua permissão vencida no dia 15 de março de 2012, na qual não constavam multas, apesar disso no programa televisivo Mulheres Ricas fora mostrado Jéssica cometendo diversas infrações, recebendo multas em casa e sendo repreendida pela mãe.


No Mulheres Ricas: Lydia era a mulher mais exigente do programa, exigente no sentido de esperar que as pessoas realizem suas tarefas da melhor maneira possível, demonstrou ter um excelente controle sobre sua vida pessoal e profissional, além de um lado mais excêntrico do que das demais mulheres, como por exemplo o fato de gostar de praticar esportes de tiro. Trabalhadora, também demonstrou competência e autoridade naquilo que faz, se houvesse um spin-off chamado "Mulheres Fortes", com certeza a Lydia poderia encabeçar a equipe.


Depois do programa: Lydia não chegou a fazer muita coisa na mídia depois do reality show, participou de um quadro do programa do Raul Gil no ano passado.

Qualquer novidade eu volto, lembrando que quem quiser entrar em contato comigo, pode add no facebook, procurando por "Bruna Jones" e que agora na página oficial do blog, vocês encontram conteúdo exclusivo: clique aqui! Podem também procurar e seguir no twitter no @odiariodebrunaj certo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário