segunda-feira, 16 de maio de 2016

Confinamento Especial: 2x01 - Laércio Moura é preso por estupro de vulnerável em Curitiba


Laércio Moura, ex-BBB, foi visto na delegacia após ser preso sob a acusação de estupro de vulnerável e por fornecer bebidas alcoólicas a adolescentes. Nas imagens gravadas por Tábata Viapiana, da rádio "CBN", o curitibano escondeu o rosto e tentou evitar o contato com a imprensa no Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria), da Polícia Civil, onde está sendo mantido.

O designer de tatuagem, que participou do "BBB 16", foi preso na manhã desta segunda-feira, 16, em Curitiba. A informação foi confirmada pelo Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria), da Polícia Civil, onde o ex-BBB está preso. A suposta vítima localizada pela polícia teria 13 anos na época do crime. Atualmente a adolescente tem 17.

Daniela Andrade, delegada titular do Nucria, conversou com a imprensa e contou que a investigação foi originada através de uma requisição do Ministério Público. "A partir do momento em que ele apareceu no programa eles receberam inúmeras denúncias de que ele se relacionava com menores de 14 anos, o que caracteriza o crime de estupro de vulnerável, em que a lei presume a violência quando um maior de idade se relaciona com uma criança ou adolescente menor de 14 anos. A partir de então, iniciaram-se as investigações, foram levantadas algumas hipóteses através das redes sociais, e foram feitas algumas investigações até no interior do estado, onde foi possível localizar algumas testemunhas. Foi apurada uma possível vítima, daqui de Curitiba mesmo, e essa vítima veio até a delegacia e confirmou o relato e as denúncias", disse Daniela.


Suposta vítima confirmou relacionamento: Ainda de acordo com a delegada, a adolescente tinha 13 anos na época em que sofreu o abuso. "Ela confirmou que se relacionou com ele enquanto ainda tinha 13 anos e que ele forneceu bebida alcoólica para ela, o que caracteriza também um outro crime. Na sequência, a gente cumpriu o mandado de busca e apreensão. Apreendemos alguns objetos eletrônicos onde agora vamos realizar perícia para apurar um eventual crime de pedofilia", afirmou.

A delegada adjunta Patrícia Conceição Nobre, responsável pelas investigações, contou que as investigações começaram há poucos meses, mas os possíveis crimes aconteceram há alguns anos. "Essa vítima que nós localizamos, esse possível crime, teria ocorrido já há alguns anos, precisamente em 2012. Ele supostamente praticou o crime de estupro de vulnerável, que é a violência presumida, ele teve um relacionamento com essa adolescente menor de 14 anos e o Nucria se encontra a disposição para qualquer eventual denúncia sobre esse crime, assim como outros possíveis crimes que ele possa ter praticado, principalmente por meio das redes sociais", afirmou.

A delegada Patrícia disse ainda que a vítima confirmou as informações dadas em seu depoimento através de prints de suas redes sociais. "Essa vítima teve um relacionamento com ele, não sei se pode-se dizer um namoro. Inclusive ela nos forneceu imagens de redes sociais em que ela comprova o que foi dito por ela. Hoje ela tem 17 anos", falou. Na casa de Laércio foram apreendidos um computador, um HD externo, diversos pendrives, alguns CDs e três telefones celulares que serão entregues para perícia.


Laércio ainda não foi interrogado e está conversando com seu advogado para só depois prestar depoimento. "Ele não reagiu a prisão, permitiu que a equipe policial entrasse e colhesse todo o material. Foi bem solícito ao comparecimento a delegacia. As investigações vão continuar na busca de outras possíveis vítimas", disse a delegada, acrescentando que a família da vítima não sabia do ocorrido.

"É bom que sirva de alerta porque esse tipo de relacionamento normalmente se dá início em redes sociais então estamos alertando os pais para tomarem cuidado e monitorarem a vida dos filhos. Só esse mês cumprimos quatro mandados de prisão com o mesmo teor e teve um caso recente de um guarda municipal que foi preso porque se relacionava com meninos menores de idade, e que também se caracterizou estupro de vulnerável. Não confiem em pessoas desconhecidas independentemente de serem uma autoridade. Infelizmente podemos ter esse tipo de criminoso em qualquer profissão", afirmou.


Família está confiante: Cezar Moura, sobrinho de Laércio de Moura, conversou com o EGO nesta segunda-feira, 16, após a prisão do ex-BBB em Curitiba sob a acusação de estupro de vulnerável. Apesar de abalado com a notícia, Cezar disse que a família está confiante que o curitibano será solto e inocentado. "Estamos tranquilos. Não tem nada com que se preocupar. Temos certeza de que ele vai ser solto, mas não temos informação de como aconteceu, soubemos agora pouco. Só sei que ele estava sozinho e em casa", afirmou.

Apesar de confiante na inocência do ex-BBB, Cézar disse que a família ainda está assimilando tudo que aconteceu. "Estamos meio em choque, eu acho. A mãe dele, Regina, está mais abalada, mas nada fora do comum mediante o que houve. Os familiares não param de ligar querendo saber o que está acontecendo", disse. Segundo Cezar, Laércio conversou com a família após sair do programa e falou sobre as acusações de pedofilia que sofreu por parte da também ex-BBB Ana Paula. "Ele disse que quem não deve não teme. Prefiro não comentar sobre as acusações porque não sei o que acontece na vida íntima dele. Melhor perguntar para ele quando ele sair. Sobre as namoradas mais novas, só soubemos no programa", afirmou.

Qualquer novidade eu volto, lembrando que quem quiser entrar em contato comigo, pode add no facebook, procurando por "Bruna Jones" e que agora na página oficial do blog, vocês encontram conteúdo exclusivo: clique aqui! Podem também procurar e seguir no twitter no @odiariodebrunaj certo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário