sexta-feira, 24 de junho de 2016

Biografia do Participante: 1x83 - Mara Viana


Foi só uma ligação, a pedido de sua filha, e a vida de Maria Nilza Viana dos Santos, mudou. A auxiliar de enfermagem de Camacã, distrito de Porto Seguro, na Bahia, foi sorteada para participar da sexta edição do Big Brother Brasil. "Eu quase caí quando o Bial leu meu nome. Fiquei muito nervosa", lembra.A pequena cidade de Camacã ficou em polvorosa com a notícia e todos começaram a ligar para Maria Nilza, que prefere ser chamada de Mara. "Se eu vencer minha cidade não dorme", brinca.A baiana conta que apesar de gostar do programa e de ter assistido às edições passadas, ela nunca havia pensado em participar. Foi Araci, a filha de seis anos, quem pediu a ela que se inscrevesse. Sua maior curiosidade é conhecer a casa do Big Brother, que ela considera linda, e acredita que sua parte preferida será a piscina, embora não saiba nadar. "Não me joguem dentro não! Vou ficar só olhando, eu tenho medo de nadar", avisa. Apesar de estar vivendo "um sonho que nunca vai esquecer", Maria Nilza está preocupada com a recepção que terá dos BBs que já estão confinados.

"Eu espero que sejam pessoas boas, que não aconteça o mesmo da edição passada. Se tiver muita panelinha eu vou acabar me isolando e voltando para Camacã antes da hora", diz, fuxicos e intrigas são coisas que a baiana abomina. Ela se define como alguém alegre, extrovertida, que gosta de rir e ajudar nas coisas da casa. Apesar de sorridente, Mara se emociona ao falar de sua filha: "Ter um filho assim (com paralisia cerebral) é a pior coisa que pode acontecer a alguém. Pior que passar fome", diz. Mas ela destaca que sua filha é muito esperta e inteligente, sabe escrever e ler. Além de ajudar seus 10 irmãos, a auxiliar de enfermagem poderá pagar um tratamento melhor para Araci, caso ganhe o prêmio: "Eu não tenho carro e é muito difícil andar com ela no ônibus. Eu preciso dar banho nela, levar ao banheiro. Estou com muitas saudades". Apegada à menina, Maria Nilza diz que vai ter que se segurar para não chorar na casa: "se minha filha me vir chorando lá dentro vai ficar muito agoniada", explica.


Sorteada a participar da atração, um dos principais sonhos da então auxiliar de enfermagem era ganhar o reality show para pagar um tratamento melhor para a filha Araci, que ficou impossibilitada de andar após sofrer uma lesão cerebral. O sonho foi concretizado. Graças ao prêmio de R$ 1 milhão, sua filha, hoje com 14 anos, leva uma vida normal. Essa não foi a única grande mudança na vida da ex-sister. Com o prêmio conquistado, Mara comprou uma casa grande, com suíte e piscina, num bairro de classe média de Porto Seguro, no Sul da Bahia, e investiu a outra parte do dinheiro numa pequena pousada. O investimento começou pequeno, com apenas oito quartos, se expandiu para quinze e já há um projeto para uma nova ampliação.

Qualquer novidade eu volto, lembrando que quem quiser entrar em contato comigo, pode add no facebook, procurando por "Bruna Jones" e que agora na página oficial do blog, vocês encontram conteúdo exclusivo: clique aqui! Podem também procurar e seguir no twitter no @odiariodebrunaj certo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário