segunda-feira, 31 de julho de 2017

Centro de Comando: 3x04 - Vamos falar sobre torcidas e o público de realitys?


Bom dia, boa tarde, boa noite? Afinal... Eu não faço ideia sobre que horas você está lendo essa matéria. Ou em qual período da vida, se já se passaram anos e você é de 2020 por exemplo, deixa um oi pra mim? Enfim... Tudo bom, gente? Cês pediram umas matérias nas quais eu falo um pouco mais sobre mim e sobre minhas experiencias, sabe Deus o motivo... Se for pra fazer bullyng, olha... Sou vacinada desde sempre pelos meus próprios pais. De qualquer maneira... Vou tentar atender esse pedido e conversar um pouco mais com vocês nessas matérias.

Hoje, bom, hoje eu fiquei com vontade de conversar sobre quem faz torcida para participantes de realitys e sobre quem assiste ao programa e talvez ainda não tenha aprendido como se faz. Não sei se vocês sabem, mas a tia é da época do "No Limite", que aconteceu antes da "Casa dos Artistas", mas antes disso eu já acompanhava uns gringos da MTV e desde então, venho acompanhando os principais de confinamento daqui do Brasil e até mesmo o "Amazônia" da Record, pior, eu fiz cobertura daquilo, pra vocês verem meu nível... Acredito que entendo um pouco sobre o assunto e do público que acompanha. Veja bem, na época da "Casa dos Artistas" não existia redes sociais e galera... Era INCRÍVEL.


Por qual motivo eu digo isso? Pra quem não sabe, eu sou moderadora de conteúdo de uma página sobre "A Fazenda" e toda vez que eu posto alguma coisa, vem uma chuva de comentários infelizes sobre quem está sendo especulado por exemplo, quer ver exemplos? Eu mando exemplos!

"SE ESSA COBRA ENTRAR EU NÃO ASSISTO!!!"
"Nenhuma dessas bostas. Tem melhores"
"Essa porcaria de marcos credo lixo"

São apenas alguns dos exemplos... Antes que alguém venha me falar: "Nossa Bruna, como você pode defender certas pessoas?" Eu já adianto que esse é exatamente o ponto desta matéria! Eu não defendo ninguém na verdade, já que NENHUM deles acrescenta em NADA na minha vida. Quero dizer, alguns ex-participantes, famosos e subs se tornaram meus amigos por conta do blog, gostam do meu trabalho e tal, porém... Eu não tô recebendo NADA para falar bem ou mal deles, pra fazer a minha vida girar em torno deles e PRINCIPALMENTE para agredir verbalmente eles ou torcidas deles. Cara, existem maneiras de você reprovar o comportamento de alguém sem precisar ir para o mesmo nível de comportamento ou para ódio. E é bem mais inteligente e saudável, quer ver?


Bom, estamos quase indo para 2017 e o pessoal segue tendo uma relação de amor/ódio com Emilly e Marcos do BBB17, então, vou usar eles como exemplo. Ao meu ponto de vista, o cara não só agrediu, como também abusou mentalmente da menina. Inclusive, nada e ninguém me tira da cabeça que ele entrou em um "relacionamento" por saber que as chances de vencer eram maiores, mais ainda com uma novinha, por ter toda uma galera teen do twitter que, né? Sabemos como funciona! Só que, o plot twist da coisa que ele não esperava era que, ela também estava jogando pesadíssimo para vencer. Então, assim... Um usou o outro para jogo? Usou. Okay? Okay! Só que... A coisa saiu do controle emocional e deu no que deu. O texto ficou tão pesado e surreal, que parecia que estávamos vendo uma novela, uma continuação do Marcos da raquetada de "Mulheres Apaixonadas".

E meu, repreendo fortemente tudo o que ele aprontou no reality show, é o tipo de coisa que eu não desejo para mulher ou homem, isso também pode acontecer num relacionamento gay, why not? Desejo menos ainda em rede nacional e com pessoas defendendo o tipo de abuso. Não importa se a menina também não estava tendo um comportamento exemplar. Um erro não justifica o outro e o pessoal aqui fora ficar DETONANDO e mandando mensagens de ódio para ele, para a família dele e para o universo, é menos justificável ainda. "Esse cara é um porre", "Eca... Esse lixo", coisas do tipo, não te fazem melhor do que ele. Qual é a maneira certa de lidar com isso, você deve estar se perguntando, certo?


Cara... Primeiro eu acredito que você deve verificar TODOS os fatos envolvidos, você não pode falar sobre algo sério sem antes ter certeza, principalmente se você estiver acusando alguém de algo terrível. Fez isso? Concluiu que é algo que não te faz bem e que não está certo com o mundo? Ótimo! Demonstre isso de uma forma clara, pontuando os motivos de você estar expressando aquilo. Você não precisa gritar para ser ouvido, você não precisa falar 300 palavrões sobre a pessoa para expressar os teus sentimentos, você pode fazer de maneira cordial e simples. Se você chega em alguém no "seu lixo, seu bosta..." vai te engrandecer como? Como isso te faz ser uma pessoa melhor? Expressou teus sentimentos e não ficou satisfeito? Aquilo de errado ainda está acontecendo e te incomodando? A melhor maneira é denunciar e pra isso, você TAMBÉM não precisa do ódio gratuito, acredite.

Continuando usando Emilly como exemplo. a moça ganhou uma grande quantidade de pessoas que lhe amam e que também odeiam. Tanto o comportamento no confinamento, quanto fora dele, são coisas das quais eu pessoalmente não aprovo e que não aceito idade como justificativa. Ela se envolveu em diversas polemicas depois do programa e a reação da maioria das pessoas foi chamar a menina pelos nomes mais absurdos possíveis ao invés de repreender e mostrar aonde que ela tá errando e talvez então, ela concluir que precisa mudar de comportamento. Chamar alguém por nomes baixos, não te faz em momento algum ser melhor que a pessoa, só vai gerar mais ódio, quanto mais você xinga, mais a pessoa vai cagar também e quando vamos ver, estamos nesse ciclo vicioso desde janeiro que, acredito eu, não vai terminar nunca.


Eu como telespectadora, assim como vocês, gosto de um belo barraco, CLARO. Porém, o forninho é deles lá no programa, não é nosso. O que me leva para o próximo ponto da matéria: As pessoas que brigam entre si nas redes sociais por participantes de realitys. Cês tão ligados que na maioria das vezes, essas pessoas que vocês idolatram e que fazem vocês gastarem horrores tanto em dinheiro, quanto em tempo, tão cagando pra vocês, né? O que importa é vocês fazerem eles milionários e depois, vida que segue. Tá cheio de fã por ai fazendo tatuagem em homenagem e depois descobre que o "artista" não lhe dá a "atenção merecida" e descobre que se fodeu. Torcer por alguém é bacana? É bacana! Eu mesma costumava torcer, mas... Agredir alguém verbalmente por isso? JAMAIS. Gastar meu dinheiro com isso? NUNCA.

Na época do primeiro "Power Couple Brasil", eu recebi uma mensagem de ódio de um fã da Simony, que eu não sabia o que fazer. Tive diversos sentimentos e o único que eu não me senti foi ofendida. "Voce eh a blogueira mais lixo e inutil que ja vi. Um blog sobre reality em que a lixo da blogueira nao sabe de nada de power couple. Suas piadas sao sem graça!" Única coisa que me passou pela cabeça foi querer abraçar essa pessoa e dizer pra ela ter calma, que tudo ficaria bem, porém... Se fosse outra pessoa, se fosse eu 10 anos atrás, teria entrado no clima e falado um monte de abobrinha também. Mas não, eu não vou ser a responsável por fazer alguém que eu não conheço mais infeliz do que a pessoa já está. Cês tão me entendendo? Tá fazendo sentindo o que estou dizendo? Não gosto de fazer essas matérias por ter sempre a impressão de que acabo saindo do ponto que eu estava...


Seguindo aqui com as coisas que eu queria pontuar... Não fiz as estatistas, já que eu tenho um trabalho, um namorado, um dog pra criar... Mas... Pelo que eu vejo, tem uma quantidade IMENSA dessas pessoas que ofendem o coleguinha gratuitamente, que... Não sabe nem escrever direito. Não sou nenhuma foda da lingua portuguesa, acho que se eu pegar minhas primeiras matérias para ler, vou chorar de vergonha, mas o ponto é: Eu estou sempre tentando melhorar a minha escrita. É o minimo que eu posso fazer como escritora. E é o minimo que você também poderia fazer, antes de querer impor seu ódio para alguém. Vamos, olha só, que tal... Usar esse tempo livre que você está tendo para odiar alguém, pra abrir um livro, um dicionário ou pelo menos usar o corretor ortográfico. Eu por exemplo, qualquer xingamento, critica que não colabora em nada ou ódio grátis que venha de uma pessoa que não sabe a diferença entre "mais" e "mas", já invalida todo o texto.

Pega o dinheiro que você está usando para votar e faz um curso, sei lá... Esse é um dos motivos pelo qual, nós, apreciadores de realitys somos vistos como ignorantes e sem cultura, quando na verdade, acompanhar a experiencia dessas pessoas é algo completamente cultural. Você ver o ser humano em situações diferentes e tendo que lidar com seus sentimentos, cara... Isso te faz repensar coisas da tua própria vida em alguns casos, é bem louco. Te ensina diversas coisas sobre o mundo e até sobre você mesmo. Então, vamos usar essa oportunidade para crescimento pessoal e não para ser mesquinho com o próximo.


E pra finalizar... Eu sempre vejo o pessoal dizendo: "Record, leva fulano para A Fazenda", "Olha, essa pessoa vai bombar, hein?" e tipo... Acho isso saudável, sim, why not? É importante você demonstrar para a emissora quem você gostaria de ver no programa, afinal, somos nós os telespectadores, não é mesmo? Só que... Vir com coisa do tipo: "Se fulano entrar, eu não vou assistir", "Olha vocês querendo colocar esse idiota no programa"... Cês sabem que no fundinho mesmo, a emissora caga pro que você quer, né? Até porque, aquele que você odeia e diz que não vai assistir, pode ser adorado por outras dez pessoas e ai, quem tem o peso maior? Outra coisa também, é reclamar do elenco formado, dizendo que não tem "famosos de verdade".

Galera, vamos combinar aqui que uma Sandy por exemplo, não teria motivos para aceitar uma "A Fazenda" em seu currículo de vida, né? Uma protagonista de novela das 9, um Neymar, uma Xuxa... Claro que, existem famosos que são um pouco menos bem de vida que esses? Existem! Mas não é culpa da Record se eles não se interessam pelo programa. Tenho plena certeza que eles devem convidar uma galera de peso, só que, se a pessoa não quer participar, o que eles devem fazer? Apontar uma arma e forçar a pessoa assinar um contrato? Então, assim... Vamos entender o lado da emissora e ter em mente que eles não podem controlar tudo?


Nessa mesma página que eu posto, peguei diversos comentários de uma pessoa dizendo que se a Record pagasse bem para o Théo Becker, ele abandonaria o "Dancing Brasil" e ia correndo. Gente... Parem! Cê não sabe disso, além disso, existe uma coisa chamada contrato que não é fácil de quebrar e diversos outros motivos pelo qual... Parem! E também existe uma coisa chamada "compreender o que está sendo lido". Postei sobre a Gretchen querendo colocar o marido em "A Fazenda" e vocês não tem noção da quantidade de mensagens dizendo que "Ah, ela desistiria do programa novamente" e eu, tipo: "Oi? Cês leram a matéria direito? Parece que algo errado não está certo."...

Então, concluindo... Vamos respeitar mais as pessoas? Entender melhor o que está acontecendo? Aprender mais com as situações e quem sabe, talvez, vamos ser humanos melhores? Mais acolhedores, tentando entender nossos sentimentos e encontrando uma maneira melhor de expressar todos eles... Essa matéria é um exercício de reflexão, que espero que todo mundo que esteja lendo tenha e quem sabe... Se eu conseguir atingir uma pessoa que seja, já ficarei feliz e satisfeita.


Ainda querem mais matérias como essa? Se sim, ligue para... MENTIRA. Só deixar um comentário ai, com amor, por favor!

Qualquer novidade eu volto, lembrando que quem quiser entrar em contato comigo, pode add no facebook, procurando por "Bruna Jones" e que agora na página oficial do blog, vocês encontram conteúdo exclusivo: clique aqui! Podem também procurar e seguir no twitter no @odiariodebrunaj certo?

16 comentários:

  1. Isso é comum, infelizmente, acho que tem uma grande diferença entre o acompanhar com o entretenimento e acompanhar com o fanatismo, podemos levar como exemplo, as críticas que o Marcelo Lessa fazia para a Emilly aqui e o pessoal das redes sociais 'gritando' CACHORRA, SAFADA, TRAMBIQUEIRA...
    Isso já vem se repetindo e não é de hoje, até realitys de CULINÁRIA implicam com uma senhora lá, ficam falando até da família dela, e a Casa que é um PROGRAMA EDITADÍSSIMO ficam xingando a participante Kelly de palavras de baixo calão.

    Enfim, já torci para muitos odiados e faço uns comentários a favor da minha torcida, até com isso pessoas veem me atacar, não perco meu tempo batendo boca, excluo o comentário e dou block.

    Você escreve o BBRA e tem uma pequena grande visão que acontece, no BBRA 4 95% dos leitores odiavam a Suzana e a pequena minoria torcia por ela, quando ela ficou após 6 paredões foi aquele rebuliço, ''não pode torcer por ela'', ''ela não merece torcida'', mas era uma personagem que dividia opiniões, tanto fazia voltar do paredão quanto ter gente atacando, você acompanhou os comentários na época? E vale lembrar que no all-stars o Leandro fez pior e não teve a mesma manifestação, aí que tá o fanatismo em consenso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembrando que a Bruna nunca se responsabilizou por nenhuma opinião minha! E é sempre bom ler criticas pra que a gente possa amadurecer sempre! <3

      Excluir
  2. A base de tudo se chama uma palavrinha fácil de todos exercerem, RESPEITO.
    Isso que tá faltando mais, gente cada um torce pra quem quiser, mesmo sendo a pessoa que você odeia, o que custa respeitar a torcida de cada um, mas não se você torcer diferente de alguém já é considerado mal caráter.
    Vamos ser felizes!

    ResponderExcluir
  3. Ah, pra tua informação estou lendo agora, 17:45 de 31/07/2017, logo depois que vi tua mensagem pelo twitter.

    Já é Tia? Posso te garantir que sou mais Tio que tu, rssss.

    Assim como você não defendo nem dou contra nenhum participante de reality. Sempre tenho um ou outro preferido, mas esses preferidos eu nunca defendo.
    Mas, a língua não é de ferro, os que eu não gosto, gosto de dar uns pitacos, "tipo" em relação a próxima Fazenda já ando tuitando #ForaPilha, sem nem saber se ele vai entrar.
    Maldadezinha? Sim. Mas deixa eu me divertir um pouco.

    Agora, o nível de ódio que existe nessas torcidas é insano.
    Vemos isso muito na política. O CARA rouba na cara do povo e o povo defende até a morte.
    Isso mostra, pra mim, o nível de insatisfação que domina nosso povo nos últimos anos.

    Quanto a Emilly e Marcos, nossa, já deu faz tempo. Mas essa falta de perspectiva de vida para a grande maioria faz com que as pessoas vivam a vida dos outros e eles são defendidos quase que até a morte (repeteco). E pior, com orgulho do que fazem. Triste.
    Vou te mandar por mensagem do que penso dele e dela. Não vou colocar aqui pra não colocar fermente nesse bolo.

    Aprendi com o Votalhada que as pessoas leem o que você escreve mas entendem o que elas querem.

    Beijo,
    Luís

    ResponderExcluir
  4. eu adoro o seu blog, continue sempre assim...

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Me identifiquei bastante aqui, eu sim, xingo participantes nas redes sociais. Sei que é errado, mas lá é um meio de expressar uma opinião. Eu realmente acho o Marcos um lixo de ser humano pelas atitudes apresentadas dentro do programa, mas não acredito que ele seja daquele jeito no trabalho dele por exemplo. Eu, de verdade, espero que ele não entre no programa, pois as ações dele foram deploráveis. Além de tudo, eu amo reality e tenho sim minhas decepções por nomes cotados e minhas felicidades por nomes também cotados. Mas se entrar somente pessoas que "EU" gosto não terá graça. Imagina eles colocarem só as pessoas que eu gosto/acompanho a carreira? Seria uma tremenda indecisão né? Mas tipo, é assim mesmo que funciona. Agora tem casos como o de Anamara e Fani cotadas que eu já não quero por elas já terem tido uma segunda chance. Enfim, sei que ficou meio confuso, mas com atenção se compreende direitinho hahahaha.

    ResponderExcluir
  7. Eu posso xingar os participantes tal, mas xingo em casa ao assistir, sim, eu xingo a tv, nao me chame de louco rsrs mas perder meu tempo xingando ex participante nas redes sociais? É ruim, tenho minha vida pra viver e coisa melhor pra fazer, nem q esse "melhor" seja se deitar na cama e dormir o dia todo, mas tenho...

    ResponderExcluir
  8. Eu sempre acompanhei reality, não vou mentir, já discuti muito.Hoje em dia,nem tanto.

    Procuro analisar a postura do participante no jogo,fora dele, não é da conta de ninguém.

    ResponderExcluir
  9. Ahhhhhhhh Bruna ❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️ ❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️

    ResponderExcluir
  10. Se conseguir, mantenho meu conselho de assistir o melhor reality do mundo, também conhecido como Survivor... Lá o jogo é bem vindo e não tem guerra de torcidas! VEM <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Survivor é meu reality preferido, tão bonito depois que o programa acaba, eles deixam de lado todas as mágoas e aceita o jogo de cada um, não fica essa guerrinha.

      Amo tanto Survivor que no momento estou assistindo a edição atual de Australia, e posso dizer que está sensacional até agora.

      Excluir
    2. Pedro, pra você ter uma ideia: desde março eu assisti 25 temporadas, sem parar!!!! Tô em San Juan Del Sur...

      E a melhor parte é justo o que você falou, o próprio elenco sabe que é um jogo e não leva pro coração.

      Excluir
  11. Legal o texto! Mas já q vc sugeriu aos comentadores que melhorem o português pra ter mais credibilidade, acho que tudo bem sugerir a você, blogueira, que melhore o uso de vírgulas. Neste post mesmo há vários erros. Exemplo: "aquele que você odeia e diz que não vai assistir, pode ser adorado por outros dez" Essa vírgula tá errada porque tá separando sujeito e predicado. Ao contrário do que muitos pensam, vírgula não é uma coisa que se usa quando precisa pegar fôlego.

    ResponderExcluir
  12. Gostei muito do texto Bruna, realmente, o que mais vemos nas redes sociais são comentários de ódio, aqui mesmo no blog certas vezes, sendo tudo muito desnecessário. Diversas vezes o participante não é aquilo, mas sim a edição que o transforma.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir