terça-feira, 19 de junho de 2018

Biografia do Participante: 3x103 - Wagner Santiago


Camiseta e tênis branco, calça cinza e barba: à primeira vista, Wagner, participante do BBB18, parece um cara discreto, que prefere passar despercebido pelos lugares que habita. Basta sentar para uma conversa com o curitibano que suas meias vermelhas, antes escondidas, aparecem e, com elas, todas as nuances encobertas pelas 43 tatuagens que marcam sua pele. A intensidade da relação com os filhos, o modo particular de se conectar com a natureza e o amor pela arte gritam em cada canto de seu apartamento e suas atitudes. Sua vida parece caminhar no que ele define como o paradoxo “urbano e natural”, o que fica evidente até para um desconhecido que chega em sua casa. Plantas, cristais, tintas spray para grafitar compõem um ambiente em que cada objeto é milimetricamente alinhado por um Wagner que a todo momento está preocupado com o que pode estar fora de lugar. Mesmo se definindo como um cara “pacato, que vive em silêncio”, o próprio brother concorda: “Acho que na casa vou ser um mocinho com nuances de vilão, por causa do meu lado disciplinador”. Para as provas de resistência, ele já tem uma estratégia definida: “Primeiro vou me manter firme e, a partir do momento que as pessoas forem desgarrando, vou entrar no psicológico mesmo. Sou bom em pressão psicológica”. Enquanto rega as plantas, sua mãe, irmã e filha contam histórias inesperadas do seu passado: a fase axezeira, a paixão adolescente por Sandy, as cartas de rolo que recebia das meninas na época de escola... Assistindo às mulheres de sua vida mostrarem fotos antigas – “Olha aqui ele sem pescoço”; “Nessa época ele foi Garoto Top Fashion Estudantil de Curitiba” –, Wagner observa de longe e não se mete muito nos assuntos. Até um menino sem tatuagens, no meio do verde aparecer: “Ele sempre amou se enfiar no mato”, conta a mãe.

O tatuador, que não gosta de sorrir para fotos, se ilumina: “É lá que eu respiro, é lá que eu quero estar” E o sorriso raro continua no rosto quando o assunto são Giovanna e Benjamim, seus filhos: “Meu pai sempre foi muito ausente em casa e eu levei isso como uma experiência boa para mim. Eu tento estar com meus filhos todo o tempo possível. Eles são os meus guias na caminhada”. Enquanto ele busca pôr em palavras esse amor, escancarado para o mundo em duas tatuagens, Giovanna prepara uma surpresa para o pai: o recado “Tu mais forte”, escrito num quadro e deixado como um lembrete do que ela espera pro confinamento. “Ele é o melhor pai do mundo”, diz enquanto chora ao pensar no tempo que ficará longe do pai, que a abraça e completa o afago com a frase: “É bem massa ter uma família”. Família essa que comemora junta a conquista do agora novo habitante da casa do BBB18. “Posso contar para a minha vizinha?”, é a primeira pergunta de Dona Jacira, depois do abraço demorado e cheio de palavras de apoio ao pé do ouvido.


Qualquer novidade eu volto, lembrando que quem quiser entrar em contato comigo, pode add no facebook, procurando por "Bruna Jones" e que agora na página oficial do blog, vocês encontram conteúdo exclusivo: clique aqui! Podem também procurar e seguir no twitter no @odiariodebrunaj certo?

Um comentário:

  1. Eu gostei, acho um perfil interessante. Das vibes e arte. Achei o elenco como um todo muito humanas, muitas pessoas engajadas em causas sociais, desde a arte até mesmo nas militâncias de rua. Cientista política, músico, sexólogo, psicólogo existencial, perfis bem cultos.

    ResponderExcluir