quarta-feira, 5 de setembro de 2018

Biografia do Participante: 3x152 - André di Mauro


André Felippe Di Mauro, Rio de Janeiro, é um ator, diretor e escritor brasileiro. Como ator é conhecido por interpretar papeis marcantes como no filme "Tropa de Elite" e na novela "Chamas da Vida". André Di Mauro iniciou sua carreira na Globo nos anos 80 participando de diversas novelas e interpretando personagens de sucesso como "Maneco" na novela "Rainha da Sucata". Ele começou cedo sua carreira, aos 15 anos, seu primeiro trabalho foi o seriado "Malu Mulher" da TV Globo. Aos 16 anos escreveu o musical "Vira-Avesso", com o qual ganhou o Prêmio Mambembe de revelação como autor e ator (1981). Trabalhou como ator em diverso espetáculos teatrais, como "Sonho de uma Noite de Verão" (1982), "Um bonde chamado desejo" (1983), "Os doze trabalhos de Hércules" (1985), etc... Chamado a atuar na televisão, participou de 12 telenovelas, nas TVs Globo, Record, Rede TV e Manchete. Sem nunca abandonar o teatro, escreveu e dirigiu o musical "Azul" (1984). No final dos anos 80, recebeu um convite para estudar no Actor`s Studio e no Lee Strasberg Institute de Nova York. Ainda nos Estados Unidos, fez curso de roteiro com Edward Albee e de análise de textos com Herbert Berghof. Foi ator e produtor de "Rocky Horror Show" (1995), quando ganhou o Prêmio Sharp de Teatro para a melhor produção, o Prêmio Cultura Inglesa de Teatro e ainda o Troféu SATED (do Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos e Diversão) como melhor produção musical.

Em 1998, foi assistente de direção no filme "O Viajante" e, no Rio de Janeiro, dirigiu a peça "Amor de Poeta - a paixão de Castro Alves". Ainda no Rio, foi o idealizador e diretor acadêmico do primeiro curso superior de cinema da cidade do Rio de Janeiro o Curso de Cinema da Universidade Estácio de Sá, onde também era Diretor do Núcleo de Cinema e professor. Produtor Executivo e coordenou as produções dos curtas-metragens "Você sabe quem" (2000), Curtíssimo (2000), Licor de Arbusto (2001) e Antibiótico (2001), de Guti Sá Freire. Autor do livro "Humberto Mauro, O pai do cinema brasileiro" (Ed. Idéias Ideais, 1997), um roteiro sobre a vida do cineasta Humberto Mauro, seu tio-avô. André não parou fez "O Amolador" (curta), "Mapa Mundi" (curta) e "Entre Macacos e Anjos" (longa) e recentemente o longa "A Casa Elétrica". Ele também fez "Donas de Casa Desesperadas" onde interpretava o misterioso vizinho Miguel Delfino e a novela "Bicho do Mato" no papel de "Pedro". Em janeiro de 2013 entrou na novela "Balacobaco" interpretando o personagem "Arnaud".


Em 2010 André DiMauro participou da minissérie "A História de Ester", em 2012 fez a novela "Vidas em Jogo". Entre seus últimos trabalhos tem a novela "Vitória" (2014) e em 2016 a série futurista "Omicron" inspirada no conto "O Imortal" de Machado de Assis. No cinema podemos destacar o longa-metragem "Sobrevivente Urbano" por este filme ele recebeu dois prêmios internacionais como melhor ator no "Los Angeles Urban Film Festival 2015", no "Boston Independent Film Festival 2015", também participou do longa-metragem "Nova Amsterdam". Dirigiu o filme longa-metragem "Humberto Mauro" sobre a vida e obra do pioneiro do cinema brasileiro. Depois do "Power Couple Brasil" ele esteve em uma entrevista exclusiva aqui no blog, confira clicando AQUI.

Qualquer novidade eu volto, lembrando que quem quiser entrar em contato comigo, pode add no facebook, procurando por "Bruna Jones" e que agora na página oficial do blog, vocês encontram conteúdo exclusivo: clique aqui! Podem também procurar e seguir no twitter no @odiariodebrunaj certo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário