segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Biografia do Participante: 2x149 - Oscar Maroni


Oscar Maroni Filho (Jundiai, 27 de janeiro de 1951) é um psicólogo e empresário brasileiro, atuando nas áreas de entretenimento adulto, pecuária, hotelaria, além de ser o editor das revistas Penthouse e Hustler, além de promoter de Showfight. Possui uma boate situada próximo ao Aeroporto de Congonhas chamada de Bahamas Night Club e fica localizada no bairro Moema. Antes de se tornar um empresário no ramo de Boates e Casas Noturnas em São Paulo, formou-se em Psicologia e teve seu próprio consultório durante seis anos. Também foi chapeiro do bar do colégio Santo Américo em São Paulo e, posteriormente, dono de lanchonete, com o lucro da qual pagava a faculdade. Oscar Maroni Filho é também conhecido pelo seu jeito extrovertido e falastrão. Em sua última entrevista ao programa Panico na radio, afirmou que manteve relações sexuais com mais de 2.500 mulheres. Também já foi destaque em diversas revistas e programas de entrevistas. Antes tinha declarado em um programa de entrevistas na TV que ocorria prostituição em sua boate Bahamas e, dois dias depois, fiscais da subprefeitura da Vila Mariana e a polícia, lacrou o estabelecimento sob acusação de lenocínio e por falta de alvará para funcionamento.

Em 2009, o jornalista paulistano Daniel Barbosa escreveu o livro-reportagem "Oscar: uma crônica maroniana", que aborda fatos da biografia do empresário, e nesse ano de 2014 e um dos Participantes de A Fazenda 7. O empresário Oscar Maroni é proprietário do Bahamas Night Club, que fica localizado na Rua dos Chanés com esquina com a Rua Anapurus e comumente freqüentada por garotas de programas e clientes de alto poder aquisitivo. O Bahamas possui diversas opções de entretenimento que variam de shows de striptease, sauna mista, restaurante executivo com cardápio variado e também conta com 23 suítes luxuosas para encontros íntimos. Ele construiu um hotel de 11 andares na esquina da rua dos Chanés com a alameda Anapurus, a 600 metros de uma das cabeceiras da pista do Aeroporto de Congonhas. O prédio fica ao lado de sua boate Bahamas.


Em 2018, Maroni distribuiu cerca de 9 mil latas de cerveja em frente ao Bahamas Club, como forma de comemoração pela prisão do ex-presidente Lula. Cerca de 3 mil pessoas se reuniram no local, que se transformou num evento com o staff da casa (que estava fechada para reformas), com garçons, seguranças, assessores e um DJ. No palco montado em frente ao Bahamas foi montado uma espécie de altar com fotos dos juízes Cármen Lúcia, do STF, e Sergio Moro, responsável pela Lava-Jato. Com um microfone e usando uma fantasia listrada remetendo a um presidiário, Maroni dançou, cantou e comandou a multidão. Uma stripper se exibiu, enquanto os presentes comoravam, festejavam e entoavam o Hino Nacional.

Qualquer novidade eu volto, lembrando que quem quiser entrar em contato comigo, pode add no facebook, procurando por "Bruna Jones" e que agora na página oficial do blog, vocês encontram conteúdo exclusivo: clique aqui! Podem também procurar e seguir no twitter no @odiariodebrunaj certo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário