quinta-feira, 16 de agosto de 2018

A Fazenda 10: Andressa Urach e Mulher Melão podem estar entre os confinados


Ao que parece a Record pretende investir alto na próxima edição da Fazenda. A prova disso é que a emissora conseguiu fechar um dos nomes mais polêmicos que já passaram pelo reality show para estar no programa novamente. Segundo noticiou Leo Dias no Jornal o Dia, Andressa Urach estará na próxima edição da Fazenda na Record.

Para quem não sabe, dentro da Fazenda, Andressa Urach protagonizou centenas de barracos e se mostrou uma pessoa completamente fora de controle. Mas foi aqui fora, após quase perder a vida por conta de aplicações de hidrogel, ela mudou da água para o vinho. Andressa Urach se afastou dos holofotes, se tornou crente e passou a frequentar o curso de Enfermagem na faculdade.

O reality show que tem estreia prevista para o mês de setembro, especificamente no dia 11, será comandado por Marcos Mion, contará ainda com Mendigata, ex-Pânico, que já foi dada como certa no programa e também Mulher Melão, que é o novo nome divulgado.

Qualquer novidade eu volto, lembrando que quem quiser entrar em contato comigo, pode add no facebook, procurando por "Bruna Jones" e que agora na página oficial do blog, vocês encontram conteúdo exclusivo: clique aqui! Podem também procurar e seguir no twitter no @odiariodebrunaj certo?

A Fazenda 10: Valéria Valenssa está fora da competição rural e vai parar na de dança


Apresentado por Xuxa Meneghel, o Dancing Brasil já tem confirmado os dois primeiros participantes da quarta temporada do reality show. A dançarina Valéria Valenssa e o ex-paquito Marcelo Faustini estarão na disputa pelo prêmio do programa de dança da Record TV. Valéria tinha ressurgido nas especulações para a próxima temporada de "A Fazenda", mas foi Xuxa quem acabou ficando com a moça.

Apesar dos dois confirmados, Dadá Coelho, Oscar Filho, Beto Marden, Camila Rodrigues, Nizo Neto, Amaral e Franciele Grossi devem se juntar na competição da próxima temporada.

 Vale lembrar que Valéria já participou de uma competição dessas no SBT, no reality show chamado "Bailando por um Sonho". A nova temporada da competição estreia em setembro e vai ao ar às quartas-feiras, ao vivo, logo após o Jornal da Record.

Qualquer novidade eu volto, lembrando que quem quiser entrar em contato comigo, pode add no facebook, procurando por "Bruna Jones" e que agora na página oficial do blog, vocês encontram conteúdo exclusivo: clique aqui! Podem também procurar e seguir no twitter no @odiariodebrunaj certo?

EJNYC: Lyric McHenry é encontrada morta em NY


A americana Lyric McHenry, famosa por participar da série de reality show EJNYC do canal E!, foi encontrada morta em Nova Iorque na terça-feira, segundo a CNN. A jovem tinha apenas 26 anos. Lyric McHenry foi encontrada perto de onde morava, desacordada, sem sinais de agressão no corpo. Não se sabe o motivo de sua morte, mas uma investigação foi aberta.

Ela era a melhor amiga de Earvin “EJ” Johnson, a estrela de EJNYC. A série de apenas uma temporada mostrou a vida de EJ Johnson com seu grupo de amigos. Earvin Johnson ganhou as manchetes como o filho abertamente gay da lenda do basquete Magic Johnson.

Qualquer novidade eu volto, lembrando que quem quiser entrar em contato comigo, pode add no facebook, procurando por "Bruna Jones" e que agora na página oficial do blog, vocês encontram conteúdo exclusivo: clique aqui! Podem também procurar e seguir no twitter no @odiariodebrunaj certo?

quarta-feira, 15 de agosto de 2018

SRA - Além do BBRA: 1x14 - Survivor Restaurante


Quando os participantes retornam da recompensa, Ricardo procura por uma desculpa para ficar sozinho e finalmente ler a pista para o ídolo de imunidade. Os demais participantes questionam onde que o rapaz está e Beto diz que os doces podem não ter feito bem para o estomago dele, quando ele retorna, Maura questiona onde ele foi e o rapaz diz que foi até o lugar que eles costumam usar como banheiro. Emilly revira os olhos e questiona se o rapaz não poderia ter feito isso no local onde eles tiveram a recompensa e ele responde que não é ele quem controla quando fica ou não com vontade de fazer essas coisas, que ele simplesmente faz quando tem que fazer, assim como todo mundo.

No acampamento vermelho, Marlene e Camilla estão frustradas por não conseguirem encontrar o ídolo. Camilla diz que talvez elas devessem chamar as outras mulheres para ajudar com isso, mas Marlene responde que não quer muita movimentação ao redor disso para que os homens não percebam o que elas estão fazendo e acharem eles mesmos. Camilla diz que ela tem razão, que não tinha pensado por esse lado e Marlene completa que ali elas precisam pensar em tudo por si mesmas, que elas não tem mais o público como recurso para lhes salvarem. A moça diz que gostaria de saber o que eles estão achando do jogo delas, que ela está com um pouco de medo de não corresponder ao esperado, já que as eliminações aqui acontecem muito rápido.


Enquanto elas caçavam o ídolo de imunidade, Otávio contava aos demais como foi que ele conheceu a esposa dele e o relacionamento foi evoluindo. Lúcia diz que é muito bom ouvir um homem falando desse jeito sobre sua esposa e sobre o amor, que isso dá esperanças para que todos os demais também busquem por sua própria felicidade. Otávio diz que ele garante que nunca achou na vida dele que seria tão feliz assim, mas que desde então, ele está vivendo como se fosse um sonho e que é por isso que ele aceitou esse desafio, que ele quer fazer sempre o melhor para sua esposa. Melissa diz que espera um dia encontrar um amor como esse.

Na manhã seguinte, tanto Carmen quanto Ricardo acabam acordando cedo para procurar o ídolo de imunidade, porém, ambos estão em direções opostas, quando eles finalmente se encontram em um ponto em comum, o rapaz questiona o que a senhora está fazendo ali, ela responde que não está fazendo nada e questiona o que ele faz. Ricardo diz que estava procurando por frutas, para o pessoal poder comer durante o café da manhã. Carmen responde que é uma boa ideia e que acompanhará ele na atividade, já que dois são melhores que um. Ele fica visivelmente incomodado com a ideia, mas acaba entrando em acordo com a senhora.


Chega a hora de mais uma prova de imunidade e Glenda chama os competidores. A apresentadora questiona quais participantes estão com fome e quase todos respondem que estão. Para a tribo amarela, ela diz que eles praticamente acabaram de retornar de uma recompensa com muita comida, que não é possível que eles ainda estejam com fome. Beto diz que isso foi ontem e que eles estão no hoje. Glenda responde que então eles vão ficar um pouco felizes com a prova de hoje e um pouco decepcionados. Que a felicidade é por causa que é uma prova envolvendo comida e a decepção é que eles não vão gostar nada do que vão ter que comer para se manter no jogo. Ela explica que vão ver várias rodadas nas quais um membro de cada equipe terá que comer algo tido como nojento, depois que cada membro competir, a tribo que tiver mais pontos vencerá, caso tenha empate, dois vão ter que competir novamente.

A apresentadora diz que o time amarelo está com dois competidores a mais e que por isso vão ter que dispensar qualquer pessoa menos Carmen e Emanuel que já ficaram de fora na prova anterior. A tribo começa a discutir e tem discussão entre eles, já que Gabriela, Emilly e Priscila querem ficar de fora, no fim das contas, é Emilly e Priscila quem ficará sentadas olhando. Glenda diz para eles organizarem as ordens que a prova irá começar. A primeira disputa fica entre Rubens e Ricardo, com eles tendo que comer uma tarantula frita. Nenhum dos dois fica muito feliz, mas ao ouvir o sinal de valendo, Rubens não pensa duas vezes e acaba comendo tudo primeiro que Ricardo, que fica preso na metade do alimento. Na segunda é Marlene contra Carmen, elas devem comer dez corações de galinha cada, Marlene também consegue se sair melhor que Carmen e marca o segundo ponto para a sua tribo.


Everton e Emanuel são os próximos e eles precisam comer três enguias, nessa foi Emanuel quem conseguiu o ponto. A próxima disputa é entre Melissa e Maura, elas precisam comer um feto de galinha, Melissa acaba vencendo após Maura passar mal e vomitar o que já havia comido. Lúcia e Gabriela são as próximas que se enfrentam e elas precisam comer três vermes cada. Gabriela acaba tendo vantagem, mas no final, é Lúcia quem vence. Glenda diz que esse pode ser o último desafio, caso Gabriel vença Beto, assim poupando os demais de terem que competir. Os rapazes precisam tomar uma vitamina de sapo. Para a infelicidade do time amarelo, Gabriel acaba vence Beto. O rapaz comemora e ao ver a reação de Glenda, ele diz que tinha muito o que perder hoje, caso sua tribo fosse para a votação.

Glenda parabeniza a tribo vermelha e lhe entrega o ídolo de imunidade, dizendo que pela primeira vez desde a mudança de tribos, ninguém será eliminado hoje. Para a tribo amarela, ela diz que sente muito, mas a única coisa que tem para eles é um encontro no conselho tribal mais tarde. A apresentadora libera os participantes para voltarem para suas tribos e logo no caminho Priscila, Gabriela e Emilly falam sobre eliminar Carmen, já que a senhora é a mais velha da tribo. Emilly diz que a senhora pode ter algum ídolo de imunidade, mas Priscila lhe garante que ela não tem. Carmen acaba ouvindo sem querer a conversa das moças e fica por perto ouvindo o quanto pode antes de se afastar e pegar uns cocos para dizer que tinha ido buscar o alimento para eles.


Na tribo vermelha, os participantes comemoram sua primeira vitória. Gabriel diz que espera que essa seja a primeira de muitas e Otávio responde que essa imunidade chegou na melhor hora. Lúcia é a única que não está muito animada com isso e Marlene questiona o que foi. A senhora responde que elas perderam a oportunidade de eliminar alguém forte, que com certeza a outra tribo vai se desfazer de Carmen. Melissa responde que pelo menos, se houver uma próxima prova e eles vencerem, a tribo será obrigada a se desfazer de alguém forte. Lúcia diz que vai esperar pra ver o que acontece nos próximos dias. Marlene responde que elas precisam é comemorar que pela primeira vez não vão se encontrar com Glenda, isso sim.

Na tribo amarela, o clima é mais pesado e Carmen segue procurando pelo seu segundo ídolo de imunidade. Emilly conta para Samuel sobre os planos de eliminar a senhora e o rapaz responde que infelizmente é o mais sensato para se fazer neste momento, Emilly concorda com ele e diz que já está tudo acertado então. De volta a tribo vermelha, os participantes depois de comemorarem bastante, acabam se encontrando enjoados por causa dos alimentos exóticos. Gabriel diz que a produção podia pelo menos dar alguma coisa boa para tirar o gosto ruim da boca e Everton diz que só deles sobreviverem por mais um dia, já é um ótimo negócio.


LEMBRANDO QUE: Esta coluna é uma obra de ficção, qualquer semelhança com nomes, pessoas, factos ou situações da vida real terá sido mera coincidência. Todos os direitos de criação das personagens e suas histórias são reservados. Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem autorização. © 2015 - 2018

Qualquer novidade eu volto, lembrando que quem quiser entrar em contato comigo, pode add no facebook, procurando por "Bruna Jones" e que agora na página oficial do blog, vocês encontram conteúdo exclusivo: clique aqui! Podem também procurar e seguir no twitter no @odiariodebrunaj certo?

terça-feira, 14 de agosto de 2018

SRA - Além do BBRA: 1x13 - Confiança Nunca é Demais


Na volta para o acampamento, Lúcia agradece quem quer que tenha feito parte para a eliminação de Nicolau, já que não teria condições deles ficarem nessa competição com alguém tão nojento assim. Marlene diz que também está bem mais tranquila agora, que parece que tiraram um peso das costas dela. Camilla responde que na verdade ele só não tinha sido eliminado ainda na antiga tribo, pelo fato deles ainda não terem perdido provas. Lúcia diz que independente de qualquer coisa, a justiça foi feita e finalmente eles vão ter um pouco de paz por ali. Enquanto isso, Rubens, Otávio e Gabriel questionavam Everton sobre o que aconteceu e o motivo dele ter votado em Nicolau.

O rapaz diz que ele estava vendo a confusão começar a crescer no acampamento e que essa energia iria acabar interferindo no desempenho deles na prova e que com isso, seria bem mais difícil e arriscado se livrar de duas mulheres do que de apenas um homem, que ele está certo sobre isso e todo mundo vai ver no decorrer dos próximos dias. Otávio diz que tudo bem, que ele entende os motivos dele, mas que gostaria de pelo menos ficar sabendo o que está acontecendo para não ficar com cara de idiota na hora da votação. Everton explica que só não comentou mais nada com ninguém por saber que as chances disso vazar e chegar aos ouvidos de Nicolau eram arriscadas e ele não queria ver a reação dele, que ele tem certeza que Nicolau teria coragem de destruir o acampamento apenas por desfeita.


Gabriel diz que mesmo assim, eles quatro vão precisar se unir a partir de agora, caso contrário as mulheres vão se juntar e eliminar um por um deles. Rubens responde que elas não fariam isso, que elas precisam deles para comida e manter o acampamento em pé. Gabriel dá risada e o rapaz responde que ele não estava dizendo de maneira sexual e ele sabe disso. Gabriel responde que não sabe de nada, mas que eles precisam mesmo ir colocar alguma água para ferver se quiserem se manter hidratados antes de dormir. Os rapazes se dispersam e Melissa vai conversar com Everton, a moça diz que ele fez a coisa certa e ele responde que o único medo agora é elas se unirem contra os homens. A moça responde que isso não acontecerá com ele pelo menos, que o alvo vai ser Otávio agora.

No acampamento amarelo, Maura diz que está preocupada por Everton, que acha que o antigo pessoal da tribo pirarucu podem ter tentado se unir com a jacaré-açu para eliminar ele por saberem que ele é bem forte e possui conexão com as pessoas da outra tribo. Miguel diz que não acha que ele esteja correndo risco dessa vez, mas ele também não achava que eles iriam eliminar a Karina Rebello logo de cara, então é difícil especular sobre isso. Emanuel diz que espera que seja um dos homens eliminados, para facilitar a vida deles nas provas. Maura questiona onde que está Ricardo e o rapaz responde que não sabe. Maura diz que não confia completamente nele, que ele pode muito bem fechar acordo com algum outro subgrupo do acampamento para tentar eliminar eles.


No dia seguinte, Glenda recebe primeiro a tribo amarela na arena de provas. Em seguida ela chama a tribo vermelha, revelando que Nicolau foi eliminado na noite passada. Alguns participantes ficam surpresos e outros neutros. A apresentadora diz que eles estão competindo por recompensa hoje e explica como funcionará a prova. As tribos deviam arrastar, dentro da água, uma pequena plataforma que sustentava uma pequena fogueira. Enquanto a arrastavam deveriam acender todas as tochas de bambu que delimitavam o percurso. Ao chegarem na praia a pequena plataforma devia ser carregada, suspensa no ar, enquanto a tribo continuava a acender as tochas pelo caminho até chegarem a uma grande estátua de madeira. Com todas as tochas acessas eles deviam, então, acender uma estrutura metálica côncava apoiada nos braços da estátua. A primeira tribo a acendê-la ganha a recompensa.

Glenda questiona se eles querem saber pelo o que estão competindo, eles respondem que sim e então ficam sabendo que a tribo vencedora ganhará uma noite de sessão exclusiva de cinema do filme "Christopher Robin - Um Reencontro Inesquecível", com todas as comidas tipicas de cinema, pipoca, lanches, doces, refrigerante. Os participantes ficam animados, ela diz que como a tribo onça-pintada tem dois membros a mais, eles precisam tirar duas pessoas dessa prova, porém, elas vão competir na próxima. Eles decidem por deixar Carmen e Emanuel de fora nessa prova. A apresentadora diz que é para cada tribo ir para a sua marca e dá inicio na prova. Ambas as tribos conseguem manter o ritmo entre elas, porém, Lúcia e Marlene encontram dificuldades na parte da água, fazendo com que o pessoal da tribo amarela ganhasse a recompensa de hoje.


A tribo pirarucu fica visivelmente incomodada com a vitória, enquanto alguns tentam recuperar o folego. A apresentadora parabeniza a tribo onça-pintada e diz que eles já podem ir para a recompensa deles. Para a tribo vermelha, ela diz que não tem nada para eles, que já podem retornar ao acampamento. Gabriel diz que está cansado de não ganhar nada nesse programa e que Everton fez um péssimo negócio ao não se livrar de Lúcia no último conselho. O rapaz responde que se eles perderem a imunidade na próxima, ele ficará ao lado dos demais para eliminar Lúcia ou Marlene. Gabriel diz que espera que ele esteja dizendo a verdade e Everton responde que jura por qualquer coisa que ele quiser.

Everton acaba conversando com Melissa também, ele diz que sabe que a moça é competitiva e que ela não está interessada em continuar perdendo, então eles precisam se livrar um pouco do peso morto para não acabarem saindo um por vez. A moça responde que infelizmente ele está certo, mas que ela não confia muito nos homens. Everton diz que não tem o que fazer, ou eles confiam ou vão continuar perdendo provas e energia. Marlene questiona Lúcia se ela acha que eles estão conversando sobre indicar elas para a eliminação e Lúcia responde que ela deve ficar tranquila, que elas possuem os números para se garantirem nas próximas provas e conselhos, que ela lhe garante isso.


Na recompensa, os participantes brindam com refrigerante antes do filme começar e se alimentam de lanches. Samuel diz que finalmente está em uma tribo na qual ele consegue se dar bem e Beto responde que espera que essa sorte deles dure bastante, que ele não quer saber de perder as próximas provas. Maura completa dizendo que ninguém quer saber disso. Emilly diz para Priscila que sente que eles estão muito unidos, mas que não existe lugar para ela nessa tribo. A moça responde que nem tudo o que parece é, que ela pode ficar tranquila que tem muita gente para ser eliminada antes dela, se for o caso. Emilly responde que espera que seja assim mesmo, já que ela finalmente está feliz com o jogo.

A sessão começa e os participantes se ajeitam para começarem a assistir o filme. No meio de um dos sacos de pipoca, Ricardo encontra uma pista para o ídolo de imunidade. O rapaz acaba pegando a pista sem que os demais percebessem. Na outra tribo, os demais ainda estão chateados com o que aconteceu e Marlene começa a procurar pelas árvores o ídolo de imunidade da tribo deles, ela se recorda da apresentadora comentando sobre eles e decide não esperar por uma pista para tentar encontrar. Camilla acaba percebendo a movimentação e questiona o que está acontecendo. Marlene comenta e as duas começam a procurar juntas, na promessa de que quem encontrar, ajudará a outra, caso haja perigo.


LEMBRANDO QUE: Esta coluna é uma obra de ficção, qualquer semelhança com nomes, pessoas, factos ou situações da vida real terá sido mera coincidência. Todos os direitos de criação das personagens e suas histórias são reservados. Este material não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem autorização. © 2015 - 2018

Qualquer novidade eu volto, lembrando que quem quiser entrar em contato comigo, pode add no facebook, procurando por "Bruna Jones" e que agora na página oficial do blog, vocês encontram conteúdo exclusivo: clique aqui! Podem também procurar e seguir no twitter no @odiariodebrunaj certo?

Centro de Comando: 4x07 - Aquele com "A Fazenda: Heróis contra Vilões"


Olá, olá... Tudo bom, queridos leitores? Então que como já comentei aqui no blog e quem acompanha no twitter, eu estou fazendo uma mega maratona de "Survivor", para quem não sabe, se trata da versão americana do "No Limite" e é um baita reality show, cheio dos plot twists interessantes e uma das coisas mais bacanas é que cada temporada é meio que temática e uma delas que me chamou bastante atenção, foi a temporada de "Heróis contra Vilões", eles juntaram 20 ex-participantes sendo 10 de cada e foi bem bacana, embora algumas escalações na minha opinião estivessem erradas.

Quando comecei a assistir, fiquei pensando com os meus botões: "E se a Globo fizesse uma temporada assim para o BBB?", sei que as possibilidades disso acontecer são minimas, mas ainda assim, lá fui eu pegar todo o elenco de todas as temporadas em uma tentativa de selecionar 5 vilãs, 5 vilões, 5 mocinhas e 5 mocinhos para uma temporada ideal, só que... Já passaram pelo confinamento da Globo MAIS de TREZENTAS pessoas, ou seja, selecionar apenas 5 de cada é a atividade mais torturante do mundo, então, decidi pegar pelo menos 10 de cada para formar essa matéria, mas o meu coração pedia pelo menos 15 pra ser uma coisa mais justa, enfim... Vocês podem conferir o resultado, AQUI.

Depois disso, decidi fazer uma edição especial de "A Fazenda" e é o que vocês conferem agora, vem comigo!


Selecionar tanto o elenco de heróis, quanto de vilões foi bem difícil, já que o pessoal de "A Fazenda" é bem diferente do "Big Brother Brasil", ainda assim, dei uma pincelada por cima dos que eu acredito que poderiam estar nesses elencos. Para os mocinhos, temos o Pedro Leonardo da primeira temporada, ele era um dos famosos que nós sabíamos que estaria na final do programa e seu humor e inicio de romance com outra participante, foi mostrando o lado mocinho do rapaz. André Segatti pode ser visto como o mocinho ou com o mais irritante, quem não se lembra da cantoria do "Alegria"? O que importa é que ele não entrou em polêmicas e vivia a vida como se estivesse em um musical. Daniel Bueno e Sérgio Abreu estiveram em lados opostos na terceira temporada, porém, cada um deles conquistou parte do público com o jeito de "bom moço". E como deixar o apaixonado João Kléber de fora dessa lista? Não dá, né?

Na quinta temporada foi a vez de Diego Pombo ser o brincalhão que não pensava muito em estratégia de jogo e sim, em se divertir no confinamento até perder um dente, né? Também teve o Felipe Folgosi batendo cartão na categoria "ator da emissora que é bom moço". Felipe arrasou corações tanto dentro quanto fora da gincana. Na sexta temporada tivemos a plantinha do bem, chamada Gominho. Já na oitava, na falta de um ator da emissora, João Paulo Mantovi foi colocado no elenco para conquistar a mulherada e deu certo, por fim, temos Marcelo Zangrandi, que viveu todo aquele esquema de grande romance que toda telespectadora de sofá e teens adoram, embora eu achasse que várias vezes ele falhou lindamente com a Flávia, só para não manchar a imagem com os demais na casa.


Já no time das mocinhas, nós podemos colocar a vencedora moral da primeira temporada, Danni Carlos, né? Quem não se lembra dela cuidando das ovelhas? Na segunda temporada, a vencedora Karina Bacchi viveu seu próprio conto de fadas Disney no confinamento, só faltou os bichinhos arrumarem a cama dela. Já na quarta, tivemos uma mocinha diferente, uma justiceira, enquanto muita gente não dava confiança para a Joana Machado por ela não ser muito famosa, ela deu a cara a tapa, foi pra cima e venceu a temporada. Já na quina temporada, não sei dizer quem é mocinha e quem é vilã, por isso coloquei as duas nas mocinhas e vocês decidem: Quem estava com a razão nas discussões entre Nicole Bahls e Viviane Araujo?

Na temporada seguinte, por mais que muita gente não visse assim, Barbara Evans acabou conquistando milhares de corações das teens, que viam no relacionamento da moça com Matheus o seu próprio sonho de princesa. Já a Babi Rossi não viveu um grande romance, mas conquistou com o jeitinho dela e se tornou uma das favoritas de todos os tempos. Na mesma temporada, tivemos Débora Lyra, a miss, que viveu romance, drama, perseguição e tudo mais... Para chegar em Rayanne Morais e todo o drama de namora ou não namora o vencedor, misturado com um jeito mais delicado de viver o confinamento. Por fim, não podia deixar de faltar a Flávia Viana, que acabou vivendo um remake do que foi a Iris na sua temporada original do "BBB".


Vamos aos vilões agora? Simbora! Não tem como não começar com o Théo Becker, que apesar dele dizer que tudo não se passou de um personagem, foi uma baita atuação então, não é mesmo? Quem não se lembra do terror que ele botou no confinamento? Caco Ricci por sua vez, tem acena memorável da Bombom no chão chorando aos prantos e ele dando risada, sem contar o lado competitivo dele. Já o Matheus Rocha era mais um "Grinch", com todo o seu péssimo humor na reta final da atração. Dudu Pelizzari por sua vez, tentou fazer suas próprias estratégias e por isso pode ter ficado com a impressão de vilão, sendo acusado de Judas pelo Tico Santa Cruz, que ao meu ver, foi o grande vilão da temporada.

Na quarta temporada o grande antagonista foi o Gui Padua, que merecia e muito voltar ao reality show, na época eu não apreciava muito o jogo dos vilões, mas hoje... Ah... Diego Cristo foi o brigão da temporada dele e imagina esse homem confinado com outras pessoas que possuem o mesmo temperamento que ele? Pois é... Felipeh Campos foi o grande e real vilão da temporada dele e por mais que ele falasse algumas coisas absurdas, quem não gostava de odiar ele? Luka Ribeiro foi um vilão mais fraco, diria que foi o estrategista, mas que só chegou na final por causa de um poder que a Record lhe deu. Por fim, Conrado Fernandes e todas as suas estratégias que só funcionavam em sua própria cabeça.


No time de vilãs, nós temos Franciely Freduzeski que ficou brevemente confinada duas vezes e nas duas saiu botando no cu de todo mundo de alguma maneira. Janaina Jacobina ficou confinada na terceira temporada e surtou, chegando a escrever nos espelhos e tudo mais, só pelo fato do pessoal não votar para ela ser eliminada. Na quarta temporada, Renata Banhara não viveu para ser uma vilã, mas viveu para fazer umas intrigas. Depois disso, foi a vez de Gretchen infernizar a vida de pelo menos uns cinco participantes em sua temporada, fazendo altos deboches e pra evitar a rejeição, pediu pra sair. Na temporada seguinte, o que foi Andressa Urach? Por mais que ela fale que tenha mudado, quem não gostaria de ver ela confinada novamente?

Ainda na temporada dela, tivemos a vilã cômica, Lu Schievano e todas as suas peripécias, digna de vilã Disney. Na temporada seguinte, Bruna Tang era estrategista e muita gente não deu o valor no jogo dela, chamando ela de vilã e olha? Olhando o jogo dela hoje, ela foi uma peça fundamental para a temporada andar. Lorena Bueri é a versão feminina do Diego Cristo, né? E Mara Maravilha atazanou a vida de TODO MUNDO em sua temporada, imagina se ela se deparasse com outras vilãs, o que aconteceria? Por fim, todo mundo já cansou de Aritana Maroni, mas, precisamos ter alguém que perde o humor no decorrer do rolé, não é mesmo?


E ai, o que vocês acham? Quem quiser comentar aqui, peço que comentem duas coisas: 1) Entre esses 40 participantes, selecionem 5 mocinhos, 5 mocinhas, 5 vilões e 5 vilãs... Só entre esses 40, hein? e 2) Quem vocês acham que faltou em qual categoria? Quero saber a visão de jogo de vocês!

Qualquer novidade eu volto, lembrando que quem quiser entrar em contato comigo, pode add no facebook, procurando por "Bruna Jones" e que agora na página oficial do blog, vocês encontram conteúdo exclusivo: clique aqui! Podem também procurar e seguir no twitter no @odiariodebrunaj certo?

Bruna Entrevista: 7x50 - Nizo Neto


Olá, olá... Tudo bom, pessoal? Então que hoje é dia de conferir mais uma entrevista bacana aqui no blog. A maioria de vocês devem conhecer o convidado por sua recém participação no "Power Couple Brasil", eu estou falando do ator Nizo Neto! E por mim eu teria feito uma entrevista com 50 perguntas pelo tanto que sua carreira é interessante. Além de atuar, ele também escreve, dubla grandes filmes e desenhos animados, faz teatro, faz humor, faz de tudo! E agora vocês vão conferir um pouco mais comigo, vem cá!

Bruna Jones: Você começou a sua carreira artística enquanto ainda era muito novo, não é mesmo? Como foi esse inicio para você?
Nizo Neto: Eu levava meio que na brincadeira, não sabia se era isso que eu queria pra minha vida. Era muito novo, comecei com 7 anos. Mas foi divertido e fascinante.

Bruna Jones: Com isso, você acabou crescendo e amadurecendo tanto na sua vida pessoal quanto na profissional, com o grande publico te acompanhando. Como foi para você essa experiência?
Nizo Neto: Muito normal. Não sei como seria minha vida de outro jeito.


Bruna Jones: Além de atuar, você também é dublador com vários filmes e animações de sucesso no seu currículo. Como foi que surgiu essa possibilidade de ampliar a sua carreira?
Nizo Neto: Na verdade o trabalho em dublagem é atuação também. É um trabalho de ator como outro qualquer, só que mais específico. Dublagem é uma grande escola, assim como foi o rádio. Ganhei muitos fãs graças à dublagem.

Bruna Jones: Como ator e dublador, você já realizou diversos trabalhos. Como é a sua preparação quando recebe um novo personagem? Você acha mais difícil atuar ou dublar?
Nizo Neto: Como eu disse, dublar é bem específico e tem grandes atores que não conseguem nem dublar a si mesmos. Em dublagem não tem muita preparação. Você nem vê o filme antes de dublar. Aí é que entra muito a prática e experiência.

Bruna Jones: Falando em personagens, você já teve o prazer de interpretar diversos tipos deles. Existe algum que até hoje você não teve a possibilidade e que gostaria de ter em seu currículo?
Nizo Neto: Com certeza um bom vilão é um tipo de personagem que eu gostaria muito de interpretar.


Bruna Jones: Qual foi o personagem mais difícil que você interpretou e qual foi o mais difícil de dublar?
Nizo Neto: Acho que o mais difícil de interpretar foi o Brás Cubas, e Machado de Assis, que eu fiz no teatro. Em dublagem realmente eu não lembro porque foram muitos. Mas filmes japoneses são bem complicados dublar.

Bruna Jones: Você é um dos poucos atores que consegue deixar a sua vida pessoal no pessoal mesmo e ainda assim, você acabou aceitando a exposição do "Power Couple Brasil" neste ano. O que te motivou a aceitar o convite da Record?
Nizo Neto: Levamos quase um mês ponderando e conversando até decidirmos fazer. Eu já vinha de "namoro" com a Record por um tempo. Cheguei a ser sondado para fazer uma novela, mas o personagem pedia um ator mais velho. Aí nos chamaram pra fazer o "Power Couple" e achei que seria um desafio interessante para nós e para a relação com a Record. Foi uma experiência incrível! 

Bruna Jones: Foi uma boa experiência para você e o seu casamento, ter participado do reality show?
Nizo Neto: Foi fascinante. Muito interessante ver como funciona um reality estando dentro dele.


Bruna Jones: Se o convite fosse para "A Fazenda", você aceitaria?
Nizo Neto: A princípio não. Realmente fazer um reality de confinamento agora eu não toparia. Um dos maiores desafios de fazer o "Power Couple" foi ficar longe e incomunicável com minhas filhas. O "Power Couple" é um reality de "luxo". Não sei se teria paciência de enfrentar as bizarrices de "A Fazenda", ainda mais sozinho. Mas essa opinião pode mudar. Quem sabe?

Bruna Jones: Agora que o "Power Couple Brasil" já terminou, a vida está voltando ao normal, certo? Tem novidades vindo por ai nos próximos meses? Algo que possa compartilhar com a gente?
Nizo Neto: Está pra rolar uma coisa bem bacana na TV, mas ainda não posso divulgar.

Bacana a nossa conversa né? E ele ainda deixou um recadinho, olha só: "Continuem curtindo realityes e obrigado à todos que torceram por Tatizo! Beijos..."


E quem quiser continuar acompanhando ele, basta procurar no Instagram e no Facebook por @netonizo, beleza?

Espero que vocês tenham gostado, em breve eu volto com mais! Qualquer novidade eu volto, lembrando que quem quiser entrar em contato comigo, pode add no facebook, procurando por "Bruna Jones" e que agora na página oficial do blog, vocês encontram conteúdo exclusivo: clique aqui! Podem também procurar e seguir no twitter no @odiariodebrunaj certo?

Bruna Entrevista: 7x49 - Dallas Steele


Olá, olá... Tudo bom, pessoal? Então que hoje é dia de conferir mais uma entrevista aqui no blog. E o nosso convidado de hoje é o jornalista Jim Walker que acabou tendo uma reviravolta em sua vida e então, adotou o nome Dallas Steele e passou a aturar em filmes de entretenimento adulto. Interessante, não é mesmo? Quem quiser saber mais sobre as experiencias do rapaz, vem conferir a conversa que nós tivemos, claro... Se você for maior de idade ou tiver a permissão de um adulto, beleza? Simbora então!

Bruna Jones: Antes do entretenimento adulto, você costumava trabalhar como repórter para grandes programas televisões. O que te fez querer ser um jornalista?
Dallas Steele: Crescendo, eu queria ser jornalista ou piloto de linha aérea. Como minhas habilidades em matemática são ruins, decidi por notícias na televisão. Mesmo quando menino, se houvesse um acidente de carro na esquina, eu correria até lá, descobriria o que aconteceu, depois correria de volta e contaria tudo aos meus pais. Minha mãe disse "você é tão intrometido! Você vai ser um repórter ou uma grande fofoqueiro". Na verdade eu sou os dois! Hahahaha...

Bruna Jones: Aqui no Brasil, ser um jornalista é uma carreira bem acirrada e competitiva. Como foi a sua introdução na televisão americana? Foi um caminho difícil?
Dallas Steele: Notícias de televisão são muito competitivas. Foi estressante e intenso. E o negócio está mudando rapidamente. Por causa da internet, o tradicional noticiário de televisão está morrendo. Conseguir meu primeiro emprego foi difícil, tornando meu segundo trabalho ainda mais difícil. Mas como o pornô, uma vez que você se estabeleceu, fica mais fácil. No meu primeiro emprego, ganhei menos de US $ 20.000 por ano. E foi depois de 10 anos que eu estava acima de US $ 70.000. Você tem que trabalhar muito duro por muito pouco por muitos anos para ser financeiramente bem sucedido.


Bruna Jones: Como a maioria sabe, você acabou trocando o jornalismo pelo entretenimento adulto, o que te motivou a fazer essa troca?
Dallas Steele: Meu último programa de notícias foi no sudoeste da Flórida. Eu era o principal âncora de uma estação da ABC. Depois de dois anos, chegou ao fim quando o chefe me disse que eles haviam feito algumas pesquisas e descobriram que as pessoas não gostavam de mim. Era estranho ouvir, considerando que nossas avaliações estavam altas. Eu sempre acredito que teve mais a ver comigo sendo abertamente gay - não é uma boa opção para uma área muito conservadora do país. Naquele momento, decidi que estava acabando com os noticiários da TV. Notícias de TV mais recentes me permitiram ser eu mesmo. Os consultores e gerentes sempre tentam transformá-lo em outra pessoa, alguém que eles achem que o público goste. A ironia é que sou mil vezes mais popular agora do que jamais fui nos noticiários da TV. Eu também sou muito mais feliz. Eu saí da Flórida e voltei para Michigan, onde meu futuro parceiro, Kelly, era diretor de criação de uma revista de automóveis. Nós estávamos juntos há muitos anos e comutávamos todo fim de semana de avião para nos encontrarmos. Quando voltei, seu contrato chegou ao fim, e nos mudamos de volta para Dallas, onde ele conseguiu um trabalho incrível. Nós compramos uma casa nova, carros novos. As coisas estavam indo bem. Eu não tinha ideia de que sua batalha ao longo da vida com a depressão estava consumindo-o. Em agosto de 2014, depois de um longo turno de bar, cheguei em casa para encontrá-lo com sangue e vômito. Ele havia aspirado após uma overdose de quantidades em massa de um inalante. Nós estávamos juntos há 13 anos. Essa noite será sempre a pior lembrança da minha vida. Eu nunca digo "suicídio" por um motivo. Não acredito que sua intenção fosse se matar. Minha opinião e a opinião do médico legista é que ele se empolgou e levou demais. Naquela noite, ele saiu para aquecer a comida de gato. Suas roupas foram colocadas para o dia seguinte e seu computador ainda estava ligado. A causa oficial da morte foi "overdose acidental". Seu testamento não havia sido atualizado para incluir nenhuma das novas compras, e praticamente não havia dinheiro no banco, nenhum seguro de vida, nada. Enfrentando a possibilidade de ficar desabrigado quando o banco encerraria nossa casa, meu melhor amigo sugeriu que eu me inscrevesse com Colt e Titan, sabendo que eu sempre quis fazer pornografia. Não vendo outras opções, eu me candidatei imediatamente. Ambos os estúdios me contataram dentro de uma semana.

Bruna Jones: Até o momento, essa troca tem sido boa para você?
Dallas Steele: Por todas as medidas, eu tenho sido muito feliz. Estou ganhando mais dinheiro do que ganhava nos noticiários da televisão e trabalhando muito menos. Minha vida pessoal continua melhorando também. Seis meses antes de sua morte, Kelly conheci um garoto (33 anos, mas parece ter 23 anos) no Facebook, que ele imaginou ser o nosso "houseboy". Nós o chamamos de DJ. Nós concordamos em convidar DJ para nos visitar no fim de semana, mas Kelly foi chamado para trabalhar, então ele veio e passou o fim de semana comigo. Nós concordamos que DJ voltaria em outro final de semana, mas Kelly morreu antes disso acontecer. De uma maneira muito real, vejo a mão de Deus nisso. Eu não acredito que Deus seja o autor de algo ruim, mas eu acredito que ele sabe quando algo ruim está vindo e acha um caminho, mesmo com grande sofrimento, para nos ajudar através dele. DJ e eu nos tornamos incrivelmente próximos.


Bruna Jones: Como foi para você na primeira vez que você gravou um vídeo adulto? O que você pensa sobre ter milhares de pessoas que conferem os seus vídeos diariamente?
Dallas Steele: Minha primeira filmagem foi um vídeo solo com o Colt Studios em uma casa no topo de uma montanha no condado de Sonoma, no norte da Califórnia. Duas horas de fotografia, depois o almoço, depois duas horas gravando um vídeo de masturbação no sol quente em uma cadeira de jardim. O diretor, Kristopher Weston, foi muito fácil de trabalhar, especialmente considerando que foi a primeira vez que fazia aquilo. O que você não vê no vídeo foi o meu colega pornstar, Tyler Rush, agindo como um "fluffer" (pessoa que ajuda a "incentivar" o ator). Ele ficou comigo entre as tomadas para me manter duro. Funcionou. No dia seguinte, eu fiz uma cena com outro selo da Colt, Bound Jocks, co-estrelando com o Tyler. Aquele dia foi uma mistura de excitação e nervosismo. Quando acabou, eu estava louco de orgulho, e acho que Kelly também teria tido. Kelly costumava dizer que ele sonhava em estar com um Colt Man, e ele estava. Ele simplesmente não sabia disso. Naquela mesma semana, fiz minha primeira filmagem com Titan Men em Palm Springs. Meu primeiro parceiro de tela foi o incrível Dirk Caber em "Blue Collar Ballers". Ele continua sendo o único parceiro de tela com quem já tive sexo fora da tela. Normalmente, quando a filmagem termina, você está cansado e com fome. Mas naquele primeiro dia, eu estava com fome por mais de Dirk. Titan produz pornografia de alta qualidade. Suas gravações levam muito tempo e trabalho duro. Eu realmente gostei dos meus dois anos trabalhando exclusivamente com a empresa. Enquanto estou certamente aberto a fazer mais trabalhos com o Titan, também estou animado em ser um agente livre e trabalhar com novos estúdios, diretores diferentes e talentos diferentes. Projetos atuais incluem "Berkeley: The Sophomore Years", da Naked Sword. Mais recentemente, eu gravei um vídeo de bondage no deserto da Califórnia com o Kink.com e o diretor Sebastian. Chama-se "ligado a Sodoma".

Bruna Jones: Hoje em dia ainda existe um pouco de preconceito com quem trabalha na industria adulta. Você sente isso no seu dia-a-dia?
Dallas Steele: Eu acho que sempre haverá preconceito nos EUA, porque nosso país não está confortável com sexo e sexualidade em geral. Eu sinto que está ficando melhor ainda. Quando conto à maioria das pessoas minha ocupação agora, elas geralmente são curiosas e fazem mais perguntas. Eu sei que há muitas pessoas por aí que pensam que o que fazemos é nojento. Eu faço o meu melhor para me isolar deles e ficar perto daqueles que são amorosos e solidários.

Bruna Jones: Durante a sua carreira no porno, você já teve a possibilidade de interpretar algumas fantasias sexuais... Você gosta quando existe alguma encenação antes do sexo em si? Qual fantasia você ainda não interpretou e gostaria de fazer?
Dallas Steele: Geralmente, os estúdios decidem que tipo de cena você vai fazer e como ela será executada. Eu gosto de ter um quadro geral do que estamos fazendo, mas existe muito planejamento e muitos detalhes. Atores de pornografia precisam do espaço para poder colocar seu próprio ritmo e seu estilo em coisas. Eu já fiz mais de 40 filmes. Realmente não há nenhuma fantasia que eu possa pensar que eu ainda não tenha explorado.


Bruna Jones: Sua carreira já está bem estabelecida neste momento. O que você pretende fazer com ela no futuro? Existe algum plano de longo prazo para o que você está fazendo?
Dallas Steele: Eu não considero pornografia uma carreira. É algo que você faz por alguns anos, aproveita o dinheiro, aproveita a fama e segue em frente. Eu também estou ciente do fato de que estou me aproximando dos 50 anos de idade. E embora eu acredite que exista um grande mercado para homens quentes de quarenta e maiores que isso, é seguramente um mercado menor do que para aqueles entre 18 e 30 anos. Quando eu me aposentar, eu adoraria trabalhar em relações públicas para uma empresa ou organização LGBT, onde minha formação em notícias de TV e pornografia seria considerada uma vantagem.

Bruna Jones: Tanto nos Estados Unidos quanto no Brasil, reality show está na moda. Existem vários..."The Voice", "Survivor", "Big Brother"... Se você fosse convidado para participar de algum, você aceitaria?
Dallas Steele: Oh meu Deus, sim! Talvez não "The Voice", porque eu não canto, mas acho que faria bem em QUALQUER um dos grandes reality shows. Fico muito frustrado observando-os porque sempre penso em como eu seria melhor em lidar com as situações.

Bruna Jones: Você já esteve no Brasil? Gostaria de visitar a gente?
Dallas Steele: Não, eu nunca estive no Brasil, mas eu adoraria visitá-los. O país de vocês parece excepcionalmente bonito, assim como os homens. Eu acho que os homens brasileiros com sua rica pele escura, corpos bonitos e geralmente "equipamentos" muito grandes são incrivelmente quentes!


Bacana o nosso papo, né? E ele ainda deixou um recadinho para vocês, que inclusive, foi escrito em português mesmo, olha só: "Obrigado por separar um tempo para ler isso. Eu amo todos os meus fãs e amigos no Brasil. Espero lhes visitar um dia."  

E se você quiser continuar acompanhando o trabalho dele, só buscar no Twitter por @DallasSteelexxx, no Instagram por @DaddyDallasSteele e no Facebook por JimWalkerDallasSteele. Tem também o Only Fans, clicando AQUI.

Espero que vocês tenham gostado, em breve eu volto com mais! Qualquer novidade eu volto, lembrando que quem quiser entrar em contato comigo, pode add no facebook, procurando por "Bruna Jones" e que agora na página oficial do blog, vocês encontram conteúdo exclusivo: clique aqui! Podem também procurar e seguir no twitter no @odiariodebrunaj certo?

Bruna Entrevista: 7x48 - Alex Mecum


Olá, olá... Tudo bom, pessoal? Então que hoje vamos conferir mais uma entrevista aqui no blog. Seguindo a temporada de entrevistas especiais com o pessoal do entretenimento adulto, ou seja, só pode continuar olhando se você for um adulto responsável ou se você tiver a permissão de um, beleza? E o convidado de hoje é o ator Alex Mecum. Vem conhecer um pouco mais sobre ele!

Bruna Jones: Vamos começar pelo começo. O que você costumava fazer ou trabalhar antes de começar a fazer filmes adultos?
Alex Mecum: Logo antes de começar as filmagens adultas, eu estava voltando aos estudos para continuar a minha educação em tempo integral. Eu trabalhei na área de fabricação como um mecânico para sistemas industriais automatizados, mas decidi que não era o que eu queria fazer pelo resto da minha vida. Então comecei a ir para a universidade tendo um tempo parcial para alguns empregos.

Bruna Jones: Algumas pessoas entram para o entretenimento adulto por fama, dinheiro ou até mesmo prazer. O que te motivou a começar a fazer esses filmes?
Alex Mecum: Talvez um pouco de tudo haha... Eu sempre fui um pouco exibicionista, então a pornografia era um derivado natural do voyeurismo. Também, meus empregos universitários terminaram quando o semestre terminou no verão de 2015, eu estava procurando uma renda também. Outra razão eu acho que vem da minha necessidade de explorar algo que eu nunca tive uma experiência antes, de vir de um fundo conservador, a única coisa que eu sabia sobre o mundo dos filmes adultos eram coisas escuras e profundamente supersticiosas. Eu gostaria de encontrar meu próprio caminho com a vida.


Bruna Jones: Você se lembra da sua primeira gravação com outro ator? Foi difícil para você fazer a cena de sexo?
Alex Mecum: Ah, sim! Eu lembro. Minha primeira cena foi filmada pela "Cockboys" e meu parceiro de cena era o Justin Matthews. Foi realmente difícil para mim porque eu pensei que seria fácil já que era "apenas sexo".

Bruna Jones: Falando em dificuldades, a maioria das pessoas pensam que fazer um filme adulto é fácil, que é só tirar a roupa e pronto. Mas não é bem assim, não é mesmo?
Alex Mecum: Bem, há muito mais para filmar do que apenas sexo como eu logo percebi. Além disso, fica difícil para mim fazer uma performance e ter que ficar parando para fotos, vídeos, iluminação e filmagens, eu sento como se isso deixasse as pessoas decepcionadas. Mas acontece que tudo está na minha cabeça, mas ao mesmo tempo, trouxe minha masculinidade em questão.

Bruna Jones: Você recebe suporte da sua família e amigos para se manter nesse trabalho?
Alex Mecum: A maioria tem sido muito favorável. Eu acho que a maioria das pessoas vão te tratar do jeito que você se sente em relação a si mesmo. Se você acha que está fazendo algo de errado, como as pessoas vão tratar você só vai confirmar o que você já pensa em si mesmo. As pessoas são mais parecidas com espelhos nesse aspecto da minha experiência.


Bruna Jones: Em algum tempo de carreira você já teve oportunidade de trabalhar com algumas produtoras. Como você se sente tendo todo esse reconhecimento?
Alex Mecum: É legal porque quando vou a eventos, algumas pessoas já podem ter algo para falar comigo desde que eles saibam sobre mim. Está uma espécie de quebra-gelo para todos, eu acho. 

Bruna Jones: Ao longo desse tempo atuando em filmes adultos, alguma coisa inusitada ou divertida já aconteceu durante uma gravação?
Alex Mecum: Hmm... Aprendi a nunca comer bolinhos de nozes e café antes de gravar uma cena. Você pode pensar sobre isso, mas o que vou dizer é que nós recorremos a ter Colby Keller transando por baixo de mim toda a cena apesar dos grandes planos que tínhamos.

Bruna Jones: Sua carreira atualmente já está bem estabelecida no mercado... O que você pretende fazer com ela no futuro? Existe algum plano de longo prazo para o que você está fazendo?
Alex Mecum: Eu terminei meu diploma e mudei para o Canadá. Eu sempre filmo aqui e ali, mas uma vez que eu possa trabalhar, eu gostaria muito de me tornar um nerd de computador com um trabalho de nove horas por cinco dias da semana. Eu acho, no entanto, que Alex vai sempre faça parte da minha identidade. Ele é quem eu vivo todo o meu narcisismo e é através dele que eu tenho mais alcance com os outros. Meu namorado, Carter, e eu já começamos a usar nossa plataforma para promover algo que nos interessa. Esse é o bem-estar das pessoas LGBT ao redor do mundo. Mais especificamente, estamos tentando ajudar o Rainbow Ferrovia em sua missão de trazer pessoas LGBT de áreas do mundo onde eles estão sendo alvo de seus governos, torturados, ou mortos, e trazê-los para áreas de segurança. Espero poder fazer mais deste trabalho no futuro.


Bruna Jones: Tanto nos Estados Unidos quanto no Brasil, reality show está na moda. Existem vários..."The Voice", "Survivor", "Big Brother"... Se você fosse convidado para participar de algum, você aceitaria?
Alex Mecum: Bem, as pessoas podem me achar incrivelmente chata, mas com certeza eu faria!

Bruna Jones: Você já esteve no Brasil? Gostaria de visitar a gente?
Alex Mecum: Eu nunca fui ao Brasil! Eu realmente gostaria de ir visitar. Eu tenho alguns amigos que vão a cada ano e eu adoro ver as fotos que eles postam. O que eu mais amo é conhecer as pessoas onde quer que eu vá. Isso me faz mais feliz.

Bacana, né? E ele ainda deixou um recadinho antes de terminar, olha só: "Estou tão feliz por ter todo o apoio de vocês. Eu espero realmente conhecer alguns de vocês um dia. Eu não sei falar português então eu vou pedir desculpas avançadamente por isso, mas eu sempre posso te dar um abraço se você não puder me compreender."


E quem quiser acompanhar o instagram dele, basta clicar AQUI  e AQUI para o twitter. Além disso, ele criou um site de conteúdos com o Alexander Carter, basta clicar AQUI.

Espero que vocês tenham gostado, em breve eu volto com mais! Qualquer novidade eu volto, lembrando que quem quiser entrar em contato comigo, pode add no facebook, procurando por "Bruna Jones" e que agora na página oficial do blog, vocês encontram conteúdo exclusivo: clique aqui! Podem também procurar e seguir no twitter no @odiariodebrunaj certo?

Bruna Entrevista: 7x47 - Stirling Cooper


Olá, olá... Tudo bom, pessoal? Então que vamos dar continuidade nas entrevistas especiais com o pessoal do entretenimento adulto e hoje, se vocês forem adultos responsáveis ou se possuírem a permissão de um, vão acompanhar a conversa que eu tive com o ator Stirling Cooper, que inclusive está concorrendo em algumas categorias em uma premiação desse gênero cinematográfico. Vem conferir um pouco mais!

Bruna Jones: Vamos começar pelo começo. O que você costumava fazer ou trabalhar antes de começar a atuar em vídeos adultos?
Stirling Cooper: Bem, eu me formei na Universidade com um diploma duplo em Química e depois trabalhei para uma empresa farmacêutica por um tempo e depois para uma empresa de testes de Petróleo e Gás depois disso, mas eu tive absolutamente zero satisfação no trabalho e satisfação com essa carreira, então desisti e decidi começar meu próprio negócio fornecendo refeições pré-preparadas saudáveis ​​diretamente para as casas das pessoas. Eu então vendi esse negócio quando decidi que queria começar uma carreira no entretenimento adulto.

Bruna Jones: Algumas pessoas entram para o entretenimento adulto por fama, dinheiro ou até mesmo prazer. O que te motivou a começar a fazer esses filmes?
Stirling Cooper: Eu tinha um membro da minha família que estava morrendo de câncer e isso me fez pensar sobre a vida, a morte, a mortalidade e o pouco tempo que temos nesta terra. Por um mês, decidi fazer a mesma pergunta todas as manhãs - "Se eu morresse amanhã, qual seria a primeira coisa que eu me arrependeria de nunca ter feito na vida?" e por um mês direto a resposta foi - Pornô. Então foi isso, eu decidi que tinha que me dar um presente e adorei cada minuto disso.


Bruna Jones: Como foi para você na primeira vez que você gravou um vídeo adulto? O que você pensa sobre ter milhares de pessoas que conferem os seus vídeos diariamente?
Stirling Cooper: Quando as filmagens começaram foi realmente emocionante e divertido, mas alguns momentos antes de começarmos a filmar, quando eu estava apenas esperando o diretor me chamar, foi realmente estressante, eu só queria começar, você sabe e ter que esperar por ali me deixou muito nervoso. Eu acho ótimo poder ajudar a facilitar as fantasias das pessoas, sou um exibicionista, então fico com a ideia de que as pessoas estão me assistindo.

Bruna Jones: Hoje em dia ainda existe um pouco de preconceito com quem trabalha na industria adulta. Você sente isso no seu dia-a-dia?
Stirling Cooper: Não, eu não sinto nenhum preconceito no meu dia-a-dia, mas isso é porque eu não saio por aí dizendo a todos que eu me deparo no supermercado que eu estou no pornô. Haha...  Eu realmente não entendo o estereótipo negativo que as garotas nessa indústria conseguem, na maioria das vezes quando as pessoas descobrem o que eu faço elas são fascinadas e querem me perguntar tudo sobre isso ou elas são incrivelmente ciumentas ou me dão um "toca aqui". Mas há algumas pessoas do meu passado, particularmente dos meus tempos de universidade, pensam que estou desperdiçando minha inteligência fazendo uma carreira como essa.

Bruna Jones: Alguns atores começam a carreira fazendo porno hétero e mesmo não sendo gays, acabam migrando para o porno gay por supostamente obter um pagamento melhor pelas cenas. Já lhe fizeram algum tipo de proposta para mudar de carreira?
Stirling Cooper: Não, na verdade eu nunca tive nenhum diretor de pornografia gay me procurando, e estou bem com isso porque eu nunca faria pornografia gay. Eu tenho muitos fãs gays e bissexuais, então eu filmo meu próprio conteúdo solo para eles.


Bruna Jones: Durante a sua carreira no porno, você já teve a possibilidade de interpretar algumas fantasias sexuais... Você gosta quando existe alguma encenação antes do sexo em si? Qual fantasia você ainda não interpretou e gostaria de fazer?
Stirling Cooper: Sim, eu tive que interpretar muitos papéis diferentes e representar muitas fantasias. Eu realmente adoro ir a cenários de RPG como esse, eu realmente entendo, é excitante para mim porque eu vivo essa fantasia através do personagem que estou interpretando. Na minha vida pessoal, eu posso não ter tido a oportunidade de representar metade das fantasias que eu tenho feito na câmera, então é ótimo, porque te dá a oportunidade de explorar diferentes aspectos da sua sexualidade que você pode não ter pensado. explorando antes. Eu recentemente fiz a minha primeira cena de BDSM onde dominei uma garota que estava toda amarrada e isso era fantástico, eu fantasiei sobre isso por um longo tempo e finalmente consegui representá-lo diante das câmeras. Mas uma fantasia que eu não fiz ainda seria um gangbang reverso, então eu e 5 ou mais mulheres em uma orgia louca seria um sonho tornado realidade.

Bruna Jones: Você possui alguma história divertida de bastidores ou sobre algo inusitado que aconteceu em cena, que pode compartilhar com a gente?
Stirling Cooper: Lembro-me de uma vez que estávamos filmando uma cena em um barco no rio e estava chovendo, então o convés estava bastante escorregadio. De qualquer forma eu fui para a cabine do barco, mas escorreguei e aterrei com todo o meu peso no queixo, basicamente me cortando com o teto do barco. O diretor quase teve um ataque cardíaco porque tinha certeza de que eu estava morto ou inconsciente, mas eu voltei a subir de novo e continuei a cena como se nada tivesse acontecido.

Bruna Jones: Sua carreira já está bem estabelecida neste momento. O que você pretende fazer com ela no futuro? Existe algum plano de longo prazo para o que você está fazendo?
Stirling Cooper: Bem, eu pretendo estar nesta indústria pelo menos nos próximos 10 anos, então tenho muitos planos à minha frente. Mas no momento meu foco está em construir minha reputação como performer na Europa e nos EUA, porque se eu puder me estabelecer lá, então terei uma carreira longa e bem-sucedida à minha frente. Eu também planejo lançar alguns sites de nicho nos próximos anos com foco em fetiches que não são muito bem atendidos no momento.


Bruna Jones: Tanto nos Estados Unidos quanto no Brasil, reality show está na moda. Existem vários..."The Voice", "Survivor", "Big Brother"... Se você fosse convidado para participar de algum, você aceitaria?
Stirling Cooper: Depende do reality show, eu adoraria fazer algo como Survivor, porque eu sempre quis ver como eu lidaria com uma situação de sobrevivência real como essa, mas algo como Big Brother provavelmente me deixaria louco porque você fica apenas trancado em uma casa por meses. 

Bruna Jones: Você já esteve no Brasil? Gostaria de visitar a gente?
Stirling Cooper: Sim eu estive e amo o Brasil! Eu estive ai para o Carnaval do Rio há vários anos e foi sem dúvida as duas semanas mais incríveis que eu já tive, os brasileiros sabem festejar! Eu não podia acreditar o quanto todo mundo estava se divertindo, os brasileiros têm uma cultura realmente única e divertida que eu tenho inveja. Passei 3 meses viajando por todo o Brasil e também visitei as Cataratas do Iguaçu, Porto Alegre, Florianópolis, São Paulo, Montes Claros, Salvador, Manaus e Tabatinga. Eu adoraria voltar novamente em breve.

E ai, bacana né? Ele ainda deixou um recadinho (que ele escreveu em português mesmo), olha só: "O Brasil é lindo maravilhoso! As brasileiras têm as melhores bundas do mundo! ;) Eu adoro conversar com os meus fãs nas redes sociais, então me siga no twitter no @stirlingcooperx ou no instragram @cooperstirling e se você quiser comprar qualquer um dos meus conteúdos produzidos por mim, você pode conferir meus manyvids AQUI que possui conteúdo de casal ou onlyfans AQUI para conteúdo solo."


Espero que vocês tenham gostado, em breve eu volto com mais! Qualquer novidade eu volto, lembrando que quem quiser entrar em contato comigo, pode add no facebook, procurando por "Bruna Jones" e que agora na página oficial do blog, vocês encontram conteúdo exclusivo: clique aqui! Podem também procurar e seguir no twitter no @odiariodebrunaj certo?