terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Bruna Entrevista: 6x03 - Cristiano Carvalho


Olá, olá... Tudo bom? Então que depois de uma pequenina pausa nas entrevistas, eis que está na hora da gente recomeçar, não é mesmo? E pra recomeçar bem bacana, convidei o meu querido Cristiano Carvalho para conversar um pouco sobre sua carreira e se você se interessa por teatro, com certeza vai gostar do que está por vir. Consegui deixar vocês curiosos? Então vem comigo e confira!

Bruna Jones: O que te interessou na carreira de ator e o que lhe motivou a seguir neste caminho?
Cristiano Carvalho: Acho que desde pequeno quis ser ator, gostava de me fantasiar, fingir ser outra pessoa. Mas acho que só fui entender o ser ator mesmo, e querer seguir nessa profissão, com 13 ou 14 anos, mas não tinha ideia por onde poderia começar.

Bruna Jones: Quais eram os seus maiores exemplos de carreira, no inicio da sua?
Cristiano Carvalho: Denise Fraga! Fui assistir "Trair e Coçar", peça que ela fazia, e eu sentei num lugar extra, uma cadeira colocada na ponta da fileira, e de onde eu estava eu a via se preparando para entrar em cena, e ela entrava e arrancava risos da plateia, e voltava para a coxia e lá ficava, esperando para entrar novamente. Essa sensação me tocou demais!!


Bruna Jones: Quais foram os maiores desafios do inicio da sua carreira?
Cristiano Carvalho: Foi como eu disse, não sabia por onde começar. Aliás, acho que nem sei por onde comecei. Eu fui trilhando meus próprios caminhos, criando meus grupos, montando o que eu queria montar, com amigos, parceiros. Fui lendo, lia tudo relativo a teatro, assistia muitas peças. Me formei assim, lendo livros que contavam a história do teatro. Só fui fazer alguma formação na área bem mais tarde!

Bruna Jones: Ao longo dos anos você já realizou diversos trabalhos no teatro e em eventos, voltado mais para o humor. Você diria que você escolheu o humor ou o humor que te escolheu?
Cristiano Carvalho: Eu acho que ele me escolheu. Talvez por influencia da Denise Fraga, não sei. Sempre gostei muito de Humor, de fazer o outro rir. E quando consigo fazer o público sair do teatro mais leve e com algum questionamento, atingi meu objetivo.

Bruna Jones: Além de atuar, você também criou o espetáculo "Precisa-se de Mágico!". Certo? Como foi essa experiência para você?
Cristiano Carvalho: Certo. Eu sempre fui atrás do que eu queria, poucas coisas caíram nas minhas mãos, eu sempre batalhei muito. Então sempre criei coisas, escrevi textos, montei personagens, e um dia comecei a aprender mágicas. E as ensaiava com a minha sobrinha, um dia apresentamos para a família e depois vendo o vídeo, achei que aquilo ali dava samba, então chamei uma amiga para montar comigo o espetáculo, e assim surgiu o espetáculo.


Bruna Jones: No palco você está sempre sujeito aos improvisos que podem acontecer. Já aconteceu algo inusitado com você em cena?
Cristiano Carvalho: O Palhaço trabalha muito com o improviso, é parte do jogo. Eu adoro. Acho que torna a peça mais viva, mais aqui, agora. Os improvisos me ajudam muito, não me atrapalham, quando algo inusitado acontece a gente joga com isso. As pessoas comentam o espetáculo, brincam também, é gostoso.

Bruna Jones: Qual foi o personagem ou texto mais difícil que você já teve que interpretar?
Cristiano Carvalho: Foi sem duvida Tróilo e Cressida, de Willian Shakespeare, que fiz em 2016. Tive pouco tempo para ensaiar e tinha muito texto, um texto forte e difícil, mas foi um grande aprendizado na minha carreira.

Bruna Jones: Existe algum personagem que você ainda não tenha interpretado e que você gostaria de fazer?
Cristiano Carvalho: Hamlet, de Willian Shakespeare, mas ele tem em torno de 30 anos e eu já estou quase com 40, então tem que ser logo, ou não vai mais rolar!!!! rs...


Bruna Jones: Hoje em dia a internet está ajudando muita gente sem formação em cênicas a ganhar certos níveis de fama instantânea. Você acredita que isso pode acabar prejudicando quem é artista por formação ou temos espaço para todos?
Cristiano Carvalho: Acho que são tipos de arte diferentes. E tem lugar para todos com certeza. O público escolhe quem fica na carreira ou não. Esses artistas não perduram, como os grandes atores que até hoje atuam brilhantemente.

Bruna Jones: Falando sobre fama instantânea , reality show também é outro seguimento bem popular nesses últimos anos. O que você acha? Se fosse convidado para algum, aceitaria a exposição e o confinamento?
Cristiano Carvalho: Eu adoro. Sou fã mesmo. Gosto de ver as pessoas nesses confinamentos, o ser humano é muito complexo e é interessante vê-los sob essa ótica. Não sei se aceitaria, talvez sim. Acredito que eu ficaria até o fim, ou sairia na primeira semana. rs...

Bruna Jones: E o ano ainda está praticamente começando. Tem alguma novidade que você pode adiantar para a gente?
Cristiano Carvalho: Tem alguns projetos sendo encaminhados. Esse ano acho que estarei muito ligado a Contação de Histórias e ao palhaço. Vamos ver, mas não tem nada certo ainda!


E se você pensa que acabou, está enganado! Ainda tem um recadinho do rapaz, confere só: "Só tenho a agradecer, ultimamente o Bartô, que é o palhaço que eu interpreto, tem ganhado alguns fãs, que tem ido atrás dele, onde ele se apresenta e isso me enche de orgulho, é bom ver seu trabalho sendo reconhecido. E é o mais importante, pois sem o público, a gente não tem função. Uma vez ouvi de alguém que disse: O Teatro é um ser humana, falando sobre o ser humano, para outro ser humano. Sem uma dessas partes o teatro não existe."

Quem quiser acompanhar mais do seu trabalho, basta clicar AQUI que você será redirecionado ao facebook. Pode procurar no instagram por @palhacobartolomeu e para contatos profissionais é só enviar um e-mail para atorcristianocarvalho@gmail.com beleza?

E eu? Logo mais estarei de volta com uma nova entrevista. Qualquer novidade eu volto, lembrando que quem quiser entrar em contato comigo, pode add no facebook, procurando por "Bruna Jones" e que agora na página oficial do blog, vocês encontram conteúdo exclusivo: clique aqui! Podem também procurar e seguir no twitter no @odiariodebrunaj certo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário