terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Bruna Entrevista: 6x06 - Rômulo Neves


Olá minha gente, tudo bom? Com saudades das entrevistas? Eu também! Prometo que logo mais já terei colocado a coluna em ordem também, viu? E para dar continuidade ao nosso trabalho aqui, convidei um dos participantes mais inteligentes que já passou pelo confinamento do "Big Brother Brasil" e para minha alegria, ele topou. Agora vocês conferem uma conversa bacanuda que eu tive com o querido Rômulo Neves. Vem comigo!

Bruna Jones: Você possui uma carreira intelectual bem ampla, com certeza deixou muita gente intrigada ao aceitar participar do "BBB". O que te motivou a entrar na disputa pelo prêmio?
Rômulo Neves: Não entrei para disputar o prêmio, mas para falar com 50 milhões de pessoas sobre valores e sobre temas que nem sempre vão ao horário nobre da televisão.

Bruna Jones: Muita gente possui um certo preconceito com o programa, por acreditar que ele não agrega valor algum, seja cultural ou intelectual. Você acredita que a sua temporada conseguiu propor mais do que apenas um entretenimento para o público?
Rômulo Neves: Essa era a ideia. E parece que consegui. Os feedbacks são ótimos. Pessoas me escrevem dizendo que se inspiraram em mim para voltar a estudar, voltar a trabalhar, superar um trauma, e assim por diante.


Bruna Jones: Você é um homem bem inteligente e instruído, não seria difícil para você manipular alguns competidores e situações... Você acredita que se tivesse feito isso ou criado um personagem, teria ido mais longe na competição?
Rômulo Neves: Certamente teria ido mais longe, mas estaria indo contra os meus propósitos.

Bruna Jones: Em algum momento o confinamento ficou tão pesado para você, que tenha chegado ao ponto de pensar em abrir mão de tudo e ir embora?
Rômulo Neves: Pesado não. Poderia ficar muito tempo confinado, porque não saio do meu prumo facilmente. Mas quando vi que havia uma edição que gerava uma imagem um pouco diferente do que ocorria lá dentro, vi que não tinha muito mais o que fazer lá dentro.

Bruna Jones: Do que você sentiu mais falta de fazer dentro do confinamento e não podia fazer? E qual foi a primeira coisa que você fez fora dela e que não podia fazer lá dentro?
Rômulo Neves: Encontrar a Ana, ler as notícias, brincar com a Daisy, jogar futebol.


Bruna Jones: Além de tudo você é triatleta, não é mesmo? Como o triatlo surgiu na sua vida?
Rômulo Neves: Surgiu aos treze anos. Eu pedalava por hobby. E corria bem. Comecei a nadar por causa da asma. E juntei as três coisas. Pratico triathlon desde então.

Bruna Jones: Você chegou a participar de grandes competições? Qual foi a sua preferida?
Rômulo Neves: Sim. Várias grandes. A minha preferida foi uma etapa do Campeonato Mundial na Cidade do Cabo, na África do Sul, em 2014. Estava em minha melhor forma.

Bruna Jones: E você também escreveu o livro "Terminal", certo? Escrever um livro é algo bem intimo e vulnerável que alguém pode chegar a fazer. Como foi para você dividir seus pensamentos e textos com o mundo?
Rômulo Neves: Foi natural. Escrevo há quase vinte anos e nunca tinha tido de organizar meu material para publicação. Muitos projetos sempre impediram esse. Em 2016, me organizei para diagramar e editar o meu próprio livro, que reúne poemas escritos entre 1999 e 2016. Participei e participo intensamente da cena literária das cidades onde vivo. Tenho, por exemplo, uma coluna de literatura (Dedo de Prosa, no portal Metrópoles, um dos maiores do Brasil).


Bruna Jones: Como você decidiu o tema do livro? Qual foi a maior dificuldade que você encontrou no desenrolar da produção dele?
Rômulo Neves: Como são poemas escritos entre 1999 e 2016, o livro foi uma compilação da minha produção poética do período.

Bruna Jones: Agora que o reality show chegou ao fim, tem alguma novidade pintando por ai? Algo que você pode dividir com a gente?
Rômulo Neves: Tem. Ainda em fase de elaboração. Mas não posso dividir..

Pensam que acabou? Ainda tem um recadinho dele para vocês, confere só: "Gostaria de agradecer o apoio de todos aqueles que compreenderam o meu recado lá no BBB, que apoiaram a minha mulher nas redes sociais. Não tínhamos noção desse aparato todo e sei que os fãs na internet ajudaram muito a ela segurar a onda. Me sinto tão grato, que tirei duas semanas, após o programa, para viajar o Brasil e agradecer pessoalmente os fãs (Fui a Goiânia, RJ, SP, BH, Manaus e Fortaleza)."


E se vocês quiserem continuar acompanhando as aventuras e trabalhos do Rômulo, só clicar nos nomes das redes sociais: Twitter, Facebook, Instagram e Youtube. E quem quiser mais informações sobre o livro lançado, basta clicar AQUI.

E eu? Logo mais estarei de volta com uma nova entrevista. Qualquer novidade eu volto, lembrando que quem quiser entrar em contato comigo, pode add no facebook, procurando por "Bruna Jones" e que agora na página oficial do blog, vocês encontram conteúdo exclusivo: clique aqui! Podem também procurar e seguir no twitter no @odiariodebrunaj certo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário